É provável que, em algum momento, você já tenha adquirido um produto ou serviço sem se preocupar com a nota fiscal, não é mesmo? Apesar de ser uma prática relativamente comum, não emitir nota fiscal pode representar diversos problemas. Principalmente para quem está do lado de trás do balcão.

A nota fiscal é a ferramenta utilizada pelo governo para fiscalizar e arrecadar os impostos associados às operações de compra e venda no país. Por isso, sua correta emissão e gerenciamento são fundamentais para quem quer garantir a legalidade das suas operações comerciais.

Quer ficar por dentro do assunto? Então, continue a leitura e descubra quais são os 4 riscos de não emitir nota fiscal!

1. Sonegação de impostos

De acordo com o artigo 1º da lei 8.137/1990, comete sonegação de impostos a empresa que omite, adultera ou deixa de emitir nota fiscal em suas operações. Essa situação pode ser identificada por meio de auditorias da Receita Federal, ou mesmo a partir de consumidores que denunciem a prática.

Para se resguardar e evitar qualquer tipo de divergência, o ideal é que as notas fiscais emitidas sejam armazenadas de modo que possam ser consultadas facilmente em caso de necessidade.

Sendo assim, as empresas que buscam formas de driblar a carga de impostos cometem um crime contra a ordem tributária. O que pode ser extremamente prejudicial para suas operações.

2. Aplicação de multas

Uma das sanções previstas para as empresas que sonegam impostos por não emitir nota fiscal é a aplicação de multas pela Receita Federal.

Nos casos em que a não emissão se dá de maneira intencional, a multa aplicada corresponde a 75% do valor da nota omitida. Quando elas são emitidas com informações erradas mas verificadas pela própria empresa, a multa corresponde a 20% de seu valor.

Além de serem cumulativas, as multas aplicada são compostas de juros moratórios, que podem elevar ainda mais a quantia devida pela empresa que comete esse tipo de infração.

3. Perda de garantias

As informações contidas em uma nota fiscal também são imprescindíveis para contar com as garantias legais do produto adquirido. Essa segurança é importante tanto para os consumidores finais quanto para as empresas, que compram insumos, ferramentas, equipamentos etc.

Hoje em dia, muitos consumidores já conhecem essa desvantagem de adquirir mercadorias sem nota fiscal. Consequentemente, a omissão pode representar uma perda de vendas significativa para quem deixa de emitir esse documento.

4. Visão negativa da empresa

Os problemas envolvendo clientes não se resumem a apenas uma venda perdida. Essa atitude pode acabar por desenvolver uma imagem negativa que poderá ser difícil de dissociar do nome da empresa, resultando em prejuízos bem maiores.

A relação com outras empresas também pode ficar comprometida, visto que a maioria busca atuar de maneira legal, sempre cumprindo com suas obrigações. Dessa forma, muitas evitam fazer negócios com quem não emite nota fiscal.

Para acabar de uma vez com os problemas envolvendo a emissão de notas fiscais no seu negócio, a melhor solução é adotar um sistema ERP!

Essa ferramenta automatiza a emissão de notas, armazenando-as e organizando-as de maneira rápida, prática e segura. Assim, você agiliza as operações e reduz os riscos envolvidos com a emissão do documento.

Ficou interessado? Então, entre em contato com a gente agora mesmo e conheça nossas soluções em sistemas ERP para sua empresa!

Posts Relacionados

1 Comentários

  1. Carlos André

    05/09/2017 at 08:10

    Com a alta carga tributária que temos neste país é realmente de se entender porque tantas empresas deixam de emitir notas fiscais. Mas com com um bom apoio da contabilidade e um ERP como o Bling dá para fazer tudo corretamente.

Deixe um comentário