Com o intuito de centralizar a base de títulos nacionais e trazer mais segurança ao evitar fraudes, a Febraban está alterando as regras de boletos bancários, fazendo com que todas as informações de pagamento estejam reunidas em uma única base de dados, através da emissão de boleto registrado.

Segundo o The Economist, o Brasil é o 5º país com maior número de inadimplentes do mundo, e na América Latina ele ocupa o primeiro lugar na lista de países mais mau pagadores. A emissão de boletos é uma alternativa escolhida por empreendedores donos de e-commerce para evitar a inadimplência. Além de ser o segundo método de pagamento mais escolhido na hora de fazer o pagamento de produtos em lojas virtuais, perdendo apenas para o cartão de crédito.

Por que a Febraban alterou as regras?

A Federação Brasileira de Bancos, mais conhecida como Febraban, é a principal entidade representativa das instituições bancárias brasileiras. Ela tem como objetivo proteger e representar os seus mais de 121 associados bancários em todas as instâncias do Poder Público. Visando o aperfeiçoamento do sistema e a diminuição de riscos. Além de favorecer o acesso da população a produtos e serviços financeiros.

A Febraban alterou as regras de boleto registrado e sem registro com seu novo projeto chamado Nova Plataforma de Cobrança. As mudanças para a nova regra estão sendo feitas em etapas, para facilitar a adaptação das empresas. Elas têm como objetivo trazer mais transparência para o mercado de pagamentos.

Confira as datas estipuladas pela Febraban para a mudança:

  • Junho de 2015 – Fim da oferta da cobrança sem registro para novos clientes.
  • Agosto de 2015 – Início da operação da base centralizadora de serviços.
  • Dezembro de 2016 – Término da migração de carteiras de cobrança sem registro.
  • Julho de 2017 – Início da operação da base centralizadora de títulos.

Os Boletos Registrados deverão ser emitidos conforme as regras abaixo:

  • A partir de 25 de agosto/2018 – R$ 400,00 ou mais.
  • A partir de 13 de outubro/2018 – R$ 100,00 ou mais.
  • A partir de 27 de outubro/2018 – R$ 0,01 ou mais.
  • Em 10 de novembro/2018 – processo concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.

Qual a diferença entre Boleto sem Registro e Boleto Registrado?

Algumas das principais diferenças entre Boleto sem Registro e o Boleto Registrado é que no último, o banco possui todas as informações sobre a cobrança, alterações de dados, cancelamentos e atraso no pagamento. O Boleto Registrado é emitido com o nome do banco e você é capaz de protestar o devedor em cartório em caso de atraso no pagamento. Coisa que não pode ser feita com o boleto sem registro.

Com o Boleto Registrado, você deverá mandar uma remessa ao banco com todas as informações das transações. Para fazer alterações nos dados, as mesmas também deverão ser feitas através de uma remessa. E o emissor poderá pagar uma tarifa sobre as operações de registro, alteração ou cancelamento. Ou seja, você poderá pagar mais de uma tarifa por boleto.

Para que os boletos sejam registrados, é necessário que o mesmo possua informações pessoais do pagador. A empresa fica responsável por mandar a remessa ao banco com as informações – Código do Boleto, Valor, Vencimento, CPF e outros – contidas no arquivo.

Ao emitir um Boleto Registrado você deverá estar ciente que os custos serão maiores em relação ao boleto sem registro. Porém a garantia de pagamento também é maior.

Para emitir um Boleto Registrado você pagará a taxa de emissão do mesmo, além de arcar com os possíveis gastos de permanência do boleto, caso o mesmo não seja pago pelo cliente. Nesses casos o banco poderá enviar o devedor para os Órgãos de Proteção ao Crédito, como SPC e Serasa.

No último dia 08 de junho, a Febraban adiou a permissão para que boletos vencidos no valor de ate R$ 800,00 possam ser pagos em qualquer banco. Agora, boletos com valor entre R$ 400,00 e R$ 799,99 poderão ser pagos em bancos diferentes do emissor, após o vencimento, a partir de 25 de agosto. O prazo anterior era 26 de maio.

Como faço para gerar Boletos Registrados?

Para começar a emitir Boletos Registrados você deverá ir até a sua agência bancária e solicitar uma carteira de cobrança.

Qualquer pessoa pode emitir boletos registrados como cedente para o seu cliente, que é chamado de sacado.

Os boletos podem ser pagos pela internet, instituições bancárias ou casas lotéricas. O pagador poderá efetuar o pagamento do seu título em qualquer agência bancária, mesmo que a emissão do boleto registrado tenha sido feita em outro banco.

As instituições bancárias têm acesso a todas as informações do boleto, podendo consultá-las em qualquer momento que desejar.

Como pagar menos taxas na emissão de Boletos Registrados?

O faturamento do e-commerce cresceu cerca de 7,5% no ano de 2017, com elevação de pedidos e preços com pouca ou nenhuma alteração, totalizando R$47 bilhões. Para esse ano a estimativa é de um total de R$53 bilhões, representando 12% de aumento, segundo dados do Ebit. Somada a essa informação, mais de 89% dos brasileiros já fizeram alguma compra online, e esse número tende a crescer com a percepção de valor das lojas virtuais.

Com as novas regras do Febraban, empreendedores e donos de e-commerce estão impossibilitados de gerar boletos sem registro. Para continuar efetuando vendas e evitar gastos excessivos você poderá optar por uma Plataforma Integrada com Boletos Registrados Moip, pagando apenas R$2,29 por boleto emitido.

Ao optar por essa parceria do Bling com o Moip, você reduz custos com as cobranças registradas pagando uma das menores tarifas do mercado, e o que é melhor: somente no ato de liquidação do boleto, além de automatizar todo o processo de cobrança e controle de pagamentos!

Você também poderá emitir e enviar boletos registrados por e-mail em poucos cliques e de maneira fácil e rápida. Para facilitar ainda mais a sua venda, o Bling controla a inadimplência e envia avisos sobre atrasos no pagamento dos boletos.

Tudo isso para que você tenha um controle maior sobre suas vendas e consiga analisar quantas pessoas geraram um boleto e não concluíram a compra.

Como funcionam os Boletos Registrados Moip

Os boletos são registrados e processados pelo Banco do Brasil, acordo com as regras impostas pela Febraban.

A confirmação de pagamento demora geralmente 4 dias úteis, após a confirmação da entrada do valor, a empresa receberá uma notificação para dar andamento no seu pedido, enviando seu produto ou fornecendo o serviço pago.

Os boletos registrados serão emitidos com o nome do pagador, o código do boleto, valor e data de vencimento. Os boletos são cancelados após 5 dias após a data de vencimento. Caso o pagamento não tenha sido feito pelo cliente, será necessário emitir um novo boleto.

O que mais eu posso fazer com o Bling?

Além da emissão de Boletos Registrados e de cobranças de propostas comerciais, você poderá fazer a gestão completa do seu empreendimento. O Bling é uma plataforma 100% online para micro e pequenas empresas. Que oferece serviços completos com segurança, facilidade e agilidade.

Que tal oferecer ainda mais segurança aos seus clientes na hora de efetuar uma compra? Dentre as inúmeras ferramentas que o Bling oferece aos empreendedores, você poderá contar com controle de estoque, emissão de notas fiscais com certificado digital, acompanhar as finanças, pedidos dos clientes, comissões dos vendedores, entre outras.

O Bling também têm uma parceria com a SIGEP Web dos correios. Permitindo que você gere etiquetas de rastreamento para que seus clientes façam o acompanhamento do pedido. Você também poderá fazer a suspensão de entrega dos correios caso perceba que a compra se trata de uma fraude, ao fazer a suspensão de entrega o produto será devolvido ao remetente.

Nosso ERP possui integração com as principais plataformas e-commerce e marketplaces do mercado. Com o Bling você poderá fazer integração com a Amazon, B2B, Cnova, Netshoes e muitas outras de maneira simples, rápida e intuitiva.

Tudo isso em só um lugar! Faça um teste grátis agora e conheça mais sobre nosso ERP para micro e pequenas empresas!

Posts Relacionados

Deixe um comentário