O custo de aquisição de clientes (CAC) é um dos indicadores de desempenho mais importantes para qualquer negócio. Com ele, é possível saber quanto você tem gasto para obter os clientes e se isso está de acordo com o desejado.

Além disso, ao acompanhar esse indicador, é possível traçar novas estratégias com o objetivo de reduzir o custo médio de aquisição. Assim, a empresa tem mais lucratividade em cada venda, tornando-se mais saudável e atraente para os investidores.

Pensando nisso, no post de hoje, mostramos como medir o custo de aquisição de clientes para você ter uma empresa muito bem-sucedida no mercado. Vamos lá?

Como calcular o custo de aquisição de clientes?

Desenvolver esse cálculo é algo relativamente simples, pois a fórmula leva em consideração apenas dois fatores: o valor total investido na aquisição de clientes e o número de clientes que foram adquiridos com a ação.

Portanto, a fórmula para calcular o CAC funciona da seguinte maneira:

CAC = Soma dos investimentos / Número de clientes conquistados

Imagine que, no mês passado, você investiu uma soma de R$ 10 mil para a prospecção de novos clientes. Depois disso, notou que conquistou 100 novos consumidores para o seu negócio. Nesse caso, o CAC é de R$ 100.

A teoria é muito fácil, não é? Mas, na prática, as coisas ficam um pouco mais complexas. Como saber exatamente quanto você investiu? Quantos clientes adquiriu? Como verificar se o CAC está na média no mercado? Continue lendo e descubra.

custo-de-aquisição-de-clientes

Quais investimentos devem ser considerados?

Diferentemente do que muitos acreditam, não são apenas os custos relacionados às atividades de marketing e vendas que devem ser integrados ao cálculo. Toda e qualquer despesa ligada à aquisição de novos clientes deve ser levada em consideração.

Assim, para que esse indicador seja desenvolvido com assertividade, também é importante considerar os seguintes itens:

  • Treinamento dos atendentes;
  • Comissão dos vendedores;
  • Sistemas especializados;
  • Visitas aos clientes;
  • Viagens de negócios;
  • Compra de ferramentas;
  • Outros.

Por outro lado, não entram no cálculo despesas com a administração, gestão financeira, segurança, suporte técnico e outros itens que não estão diretamente relacionados à aquisição de clientes.

Como reduzir o custo de aquisição em sua empresa?

É importante entender quando o CAC pode ser considerado elevado. Basicamente, isso acontece em dois casos: quando ele é superior ao ticket médio (valor médio das vendas) ou superior à média do mercado (o CAC dos concorrentes).

Para reduzir esse custo em sua empresa, é possível utilizar duas estratégias: diminuir o investimento na aquisição de novos clientes ou aumentar a eficiência do marketing e, então, conquistar mais clientes com o mesmo investimento.aposte-em-um-bom-erp-para-gestao-de-custos

No primeiro caso, você deve pensar em todos os custos que podem ser eliminados sem afetar demasiadamente o seu negócio. Imagine que viagens, treinamentos, ferramentas ou outros investimentos podem ser cortados da sua estratégia.

No segundo caso, você deve buscar uma abordagem mais eficiente para conquistar seus clientes. Uma ótima possibilidade é o marketing digital, que utiliza a internet para alcançar o público-alvo da empresa e tem um custo mais acessível.

Agora que você já sabe como medir o custo de aquisição de clientes, aproveite para multiplicar esse conhecimento com seus amigos e colegas! Compartilhe este post em suas redes sociais.

Leia também:
– Perfil empreendedor: habilidades que você deve ter
– Planejamento financeiro: calcule custos fixos e variáveis
– Cinco dicas valiosas para fidelizar clientes e crescer

Posts Relacionados

Deixe um comentário