A necessidade de um planejamento de compras é evidente, independentemente se suas atividades são realizadas por meio de um estabelecimento convencional ou via e-commerce. Afinal, essa é uma estratégia que promove a gestão eficiente.

Considere os seguintes exemplos de negócio:

Loja A: fabrica bolsa e, diariamente, usa outros componentes para chegar ao produto final.

Loja B: revende bolsas; a saída das mercadorias está diretamente ligada às tendências e ao gosto pessoal dos clientes.

Em ambos os casos, a falta de um plano prejudica — e muito! — os processos, seja ele no âmbito industrial ou comercial. Isso acontece porque o risco de atrasos e de desfalques no estoque é significativo. Nesse cenário, o cliente não está preocupado com as desculpas, pois o que deseja é satisfazer seus anseios.

Não quer correr o risco de passar por contratempos semelhantes? No post de hoje, mostramos as melhores dicas para você fazer um planejamento de compras eficiente. Continue a leitura e mãos à obra!

Tenha uma previsão de vendas

No mundo dos negócios, não podemos falar em certeza, uma vez que o mercado passa por constantes mudanças. No entanto, é importante saber identificar a demanda de vendas.

Em geral, isso varia de acordo com os prazos e segmentação de cada empresa. Sua experiência ajudará muito nesse sentido, mas não ignore a importância de organizar os processos nessa etapa.

Reveja a lista de fornecedores

Conseguir aliados de confiança nessa empreitada faz toda a diferença, pois eles são fundamentais na gestão de compras. Afinal, para garantir um atendimento de qualidade e ainda cumprir os prazos, é preciso contar com alianças idôneas.

Por isso, sempre que puder, visite o estabelecimento dos fornecedores. Além disso, nunca feche negócio sem buscar referências sobre preço, matéria-prima e comprometimento. Escolher o parceiro ideal é fundamental para seu negócio dar certo!

Analise a variação de impostos

Os tributos fazem parte da realidade dos brasileiros, principalmente daqueles que têm um negócio para administrar — seja ele micro, pequeno, médio ou grande. Não importa se o estabelecimento é físico ou e-commerce, as taxas existem e podem impactar nos valores das compras e vendas.

Na esfera federal, por exemplo, há diversas taxas. Uma delas está relacionada ao Imposto de Importação (II), que pode ser cobrado de duas maneiras: regime de tributação especial (para valores acima de US$ 100 e inferiores a US$ 3 mil) ou regime de tributação simplificada (até US$ 100). Municipais e estaduais também são diversas como: Imposto sobre Produtos Industrializadas (IPI), Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), e outros.

Dependendo do tipo de transação, no fim das contas, os valores desses tributos geram um impacto relevante. Em tempos de reestruturação da economia, organizar as finanças da instituição é uma forma de evitar dores de cabeça.

Controle o estoque

A otimização do estoque é capaz de promover uma melhor rotatividade das mercadorias e gerar lucros. Além de não trazer benefícios, um produto encalhado pode resultar em prejuízos em relação à margem de lucro.

Algumas empresas costumam vender as mercadorias com pouca saída abaixo da precificação estipulada. Entretanto, isso afeta o planejamento de compras e de vendas, e poderia ser evitado se houvesse planejamento e controle mais adequado.

Atualmente, há softwares que ajudam as empresas a controlar a entrada e a saída dos itens armazenados. Nesse ponto, a automatização é o melhor jeito de garantir o controle, pois a gestão eficiente permite prazos exatos e estoques na medida certa.

O planejamento de compras é a estratégia para qualquer empresa que deseja manter a casa em ordem, pois sua falta atrapalha os processos e gera prejuízos. Com ele, você conseguirá se preparar para os imprevistos e reduzir os custos, porque, como vimos, os impostos e outros fatores podem deixar seus gastos ainda maiores.

Gostou de conhecer essas dicas para otimizar seu negócio? Que tal aproveitar a oportunidade para adquirir ainda mais conhecimento? Confira também nosso post sobre as vantagens de um ERP para micro e pequenas empresas!

Posts Relacionados

3 Comentários

  1. Robson Freitas

    04/08/2017 at 15:27

    Excelente matéria! O Bling infelizmente deixa muito a desejar neste quesito de compras, infelizmente não tem nenhum destes recursos só registra as compras e dá entrada e controla estoque mínimo nada mais.

    1. Bling

      Bling

      04/08/2017 at 16:57

      Olá Robson, boa tarde! Muito obrigado pelo comentário!!
      Com o Bling você têm diversos relatórios para gerenciamento: entradas e saídas de estoque (este relatório mostra todas as entradas e saídas realizadas em um período. Demonstra o fluxo de movimentação do estoque e os saldos no período). Relatório de saldos em estoque (apresenta os saldos em estoque dos itens em uma data qualquer). Relatório de produtos com maior circulação, e outros. Além disso, a tomada de decisão deve ser em cima da análise dos dados fornecidos e relatórios. Você pode acessar o suporte por ticket, pela central de ajuda na home da sua conta.

      Abraço da equipe Bling e sucesso nos negócios! 😉

  2. Robson Freitas

    06/08/2017 at 20:50

    Boa noite pessoal, eu conheço bem os relatórios, com todas as informações no sistema ele poderia emitir um pedido sugerido com base no histórico de vendas anterior, estoque mínimo e previsão para demanda, mas infelizmente ele não tem essa função básica. Quando falamos de alguns poucos produtos é até possível fazer um planejamento com os relatórios agora quando falamos de mais de 800 itens é praticamente impossível fazer manual no tempo que necessita ser feito.
    Segue a sugestão mais uma vez.

    Att,

    Robson Equipe Ditudotem

Deixe um comentário