A realidade já estabeleceu a importância de investir no mundo digital e o empreendedor já compreendeu essa mensagem. Tanto que é muito difícil uma empresa não estar na internet. Mas, muitos ainda não entenderam a diferença entre e-commerce e marketplace! O que é cada um deles, como investir e qual é o mais vantajoso para o seu negócio.

Para te ajudar preparamos esse texto! Faremos um breve comparativo entre o e-commerce e marketplace para você entender de vez suas diferenças!

LEIA TAMBÉM: E-commerce B2C e B2B: quais as diferenças entre eles?

E-commerce e marketplace

O e-commerce basicamente é uma loja na internet, exclusivo da marca, com seus produtos, meios de pagamentos, etc. Já o marketplace é o famoso shopping virtual, onde várias marcas vendem no mesmo lugar.

Além do conceito que é bem diferente, os modelos apresentam outras grandes diferenças! Confira

Investimento inicial

O investimento inicial ao criar uma loja virtual é maior que investir em marketplace, pois é necessário contratar uma plataforma, desenvolvimento, alguém responsável para cuidar do e-commerce, ferramentas de pagamentos e outras preocupações que no marketplace não será sua responsabilidade.

No marketplace essas questões ficam por conta deles, sendo que é cobrada uma taxa de adesão fora uma porcentagem na venda do produto.

LEIA TAMBÉM: Você sabe o que é marketplace reverso? Aprenda aqui!

Estratégias de marketing

Hoje quem não utiliza o marketing para aparecer está correndo grande risco de esquecimento e no e-commerce o empreendedor pode investir o que achar necessário para o crescimento da sua loja, já no marketplace não! O marketing quem faz é a plataforma e pode não utilizar a sua marca para isso. Portanto, se você quer apostar no digital é mais vantajoso fazer dentro do e-commerce.

Por outro lado, se o empreendedor não tiver grandes verbas para investimentos em estratégia uma boa saída é utilizar a audiência do marketplace e potencializar suas vendas! Para assim, quem sabe criar sua própria loja virtual.

Utilize os dois modelos

A melhor saída hoje é o lojista encontrar um equilíbrio entre e-commerce e marketplace e vender nos dois modelos! Assim, irá potencializar as vendas dentro do marketplace e aumentar a fidelização de clientes através do e-commerce.

Para isso, esteja nas mídias sociais, utilize um blog além do e-commerce para gerar conteúdo que aproxime o seu cliente da venda e escolha os marketplaces que seu público acesse!

Não perca o controle da gestão!

Por último e tão importante quanto saber as diferenças entre e-commerce e marketplace é não deixar a gestão do seu negócio de lado e só pensar em vender! É crucial para qualquer empresa estruturar cada setor e fazer com que caminhem juntos!

No Bling você estrutura desde os cadastros até a entrega do produto, com gerenciamento de estoque, controle do setor financeiro e emissão de notas fiscais.

Além disso, o ERP integra com as principais plataformas de e-commerce do país, maiores marketplaces do mercado e diversas integrações logísticas!

Você controla tudo o que entra e sai de cada plataforma, sem se preocupar com perda de dados, duplicações de produtos e falha no estoque, de forma automatizada e ágil.

Saiba mais: https://goo.gl/LfTWpm

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre e-commerce e marketplace deixa pra gente nos comentários!

 

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. Rafael

    20/02/2018 at 14:36

    De acordo com o artigo eu não poderia então anunciar minha loja do mercado livre no google/youtube/facebook por exemplo. Está correto isso? Se não posso anunciar meus próprios produtos como que vou vender sem se sobressair diante dessa imensidão de lojas? Só poderia anunciar dentro do mercado live ou nem isso?

    Obrigado.

    1. Bling

      Bling

      21/02/2018 at 14:25

      Rafael, boa tarde! Na verdade fizemos um comparativo entre e-commerce e marketplace e suas vantagens e desvantagens, mas você pode anunciar nos dois e também nas mídias sociais que disse!

      Abraços da equipe Bling! 😉

Deixe um comentário