Controlar as finanças do empreendimento é uma tarefa realmente desafiadora, não é mesmo? Por isso, é importante contar com os recursos certos para gerenciar bem o capital. O fluxo de caixa é um registro sistematizado das operações financeiras do empreendimento e é necessário para monitorar a movimentação de recursos que acontece no negócio.

Com essa ferramenta, é possível administrar o dinheiro da corporação com muito mais efetividade e também fazer projeções para o futuro. Quer saber como fazer um fluxo de caixa organizado na sua empresa? Confira o nosso post e entenda!

Qual a importância do fluxo de caixa para as empresas?

O fluxo de caixa é uma importante ferramenta porque permite fazer o controle da movimentação financeira do negócio. Com ele, é possível ordenar a entrada e a saída de recursos do empreendimento, de forma que você tenha controle total das operações. Assim, você tem consciência de quanto está disponível em caixa para realizar as atividades da organização.

Com essas informações, é possível calcular as ações, para que sempre haja equilíbrio entre o que entra e o que sai. Desse modo, a corporação pode fazer previsões e evitar a falta ou o excesso de capital.

SAIBA COMO ECONOMIZAR NA EMISSÃO DE BOLETOS COM REGISTRO!

Como fazer um fluxo de caixa organizado para o empreendimento?

Confira os passos a seguir e entenda como fazer um fluxo de caixa organizado para o empreendimento!

1. Defina um período de análise de caixa

É importante definir um período para iniciar o fluxo de caixa, fazer o fechamento e abrir um novo. Isso varia de acordo com o tipo de negócio, mas, caso não haja nenhuma especificidade, você pode adotar o padrão de 30 dias. Isso porque a maior parte das despesas fixas e receitas se renova a cada mês.

Não alongue muito o período de análise de caixa, pois isso pode provocar um descontrole nos registros. Faça a programação e siga o que foi predefinido.

2. Registre e faça a categorização das movimentações

O ideal é registrar as movimentações financeiras diariamente, indicando, de forma distinta, os ganhos e gastos. Além disso, agrupe os termos de acordo com categorias, como “material de escritório”, “produtos de limpeza”, “serviços”, “contas de consumo”, entre outros. Dessa forma, você sabe qual é o fator que provocou aquela movimentação no orçamento.

Isso permite que haja um controle mais efetivo dos custos, despesas e rendimentos da corporação. A medida é importante para facilitar a gestão das operações financeiras do empreendimento e a realização de planejamentos.

3. Utilize um software para acompanhamento do fluxo de caixa

O volume de informações depositadas em um fluxo de caixa é realmente grande e mantê-las ordenadas parece uma tarefa difícil. As planilhas, a princípio, ajudam, mas há um momento em que elas não dão mais conta de acompanhar os registros.

Por isso, o ideal é contar com um software para o acompanhamento do fluxo de caixa. Uma ferramenta tecnológica como essa possibilita fazer a administração de uma série de dados de forma organizada e otimizada. Além disso, você pode gerar gráficos acerca do desempenho financeiro corporativo, reunindo variáveis dos mesmos grupos. Isso facilita a análise e a realização de previsões.

4. Faça projeções de gastos e ganhos

Uma das vantagens do fluxo de caixa é que ele permite fazer a projeção das movimentações financeiras para um período futuro. O ideal é fazer esse planejamento para, pelo menos, 3 meses. Com essas informações, a corporação pode se organizar para que não falte capital e nem haja um excedente.

Assim, a empresa pode sistematizar os ganhos, os custos e as despesas, alinhando os planejamentos às metas do empreendimento. Com uma boa programação, é possível garantir o cumprimento das obrigações e a canalização de recursos para novos investimentos e para a poupança.

Fazer um fluxo de caixa é uma ótima alternativa para organizar as finanças do empreendimento. Essa ferramenta permite que a corporação sistematize seus rendimentos e gastos e possa fazer planejamentos sólidos para o futuro.

Com essa estratégia, a companhia certamente terá mais facilidade na administração do dinheiro. E então? Gostou de saber como fazer um fluxo de caixa organizado para a empresa? Confira também nosso post sobre os fatores que podem desequilibrá-lo!

Posts Relacionados

Deixe um comentário