Nossa série de dicas sobre como organizar um modelo de plano de negócio para e-commerce continua. No texto anterior, destacamos três pontos importantes para você ser bem-sucedido em seu negócio: escolher o mercado, marcar presença em marketplaces e escolher a logística adequada. Sabemos que quem está começando a trabalhar com e-commerce ou pretende montar sua loja virtual precisa estar bem orientado. Por isso, confira mais algumas dicas importantes que podem ajuda-lo a manter sua loja virtual forte e com bons resultados.

Leia também: Dicas para um plano de negócio para e-commerce [parte 1]

Defina a plataforma

Existem várias plataformas de e-commerce. O ideal é você escolher um sistema que corresponda à dimensão da sua loja e que ofereça flexibilidade para o crescimento do seu negócio. Como passar por alterações de acordo com suas necessidades e preferências. Além disso, deve permitir integração com software de gestão, meios de pagamento e atendimento via chat. Portanto, opte por uma plataforma de e-commerce que ofereça usabilidade. Mas com custos que respeitem sua projeção de gastos.

Há três tipos de plataformas: as gratuitas, que têm configuração bastante limitada, as open source, que exigem conhecimento técnico, e plataformas comerciais fornecidas por empresas, que podem ter o preço e o prazo de entrega influenciados por diferentes modelos de negócio.

Lembre-se: o site deve ser funcional e de fácil navegação para que o cliente encontre o que precisa sem perder muito tempo e, principalmente, sem desistir de comprar em sua loja. Também é importante escolher um design responsivo. Mantendo a estrutura do layout em diferentes plataformas, como tablets, smartphones e notebooks.

Defina o orçamento para marketing

Por mais que suas mercadorias tenham qualidade e estejam expostas em um layout bonito, elas não se vendem sozinhas. Para atrair seu público-alvo, seu modelo de plano de negócio precisa prever estratégias!

O inbound marketing (marketing de conteúdo) é a atual tendência. Pois agrega confiança e chama a atenção do seu público-alvo por meio de informações relevantes. Você também pode otimizar as buscas com processos de SEO e investir em links patrocinados, como o Google Adwords. A dica é procurar uma agência de marketing e estudar a relação custo x benefício para escolher as ações de mídia mais adequadas para o seu negócio.

Não esqueça de marcar seu lugar nas redes sociais! Mantenha comunicação clara, objetiva e visualmente atrativa em redes como Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

modelo-de-plano-de-negocio-para-e-commerce

 

Otimize os processos internos

Para começar com o pé direito, escolha um sistema de gestão online (ERP) que integre com a sua plataforma de e-commerce. Assim você pode gerenciar seu negócio de forma segura, organizada e eficiente.

O ERP é um forte suporte de back office. Pois integra com sua plataforma de e-commerce e automatiza diversos processos, como recebimento de pedido; verificação de pagamentos; emissão de notas fiscais eletrônicas, boletos bancários e etiquetas; expedição de encomendas e acompanhamento dos pedidos. Ter um bom sistema de gestão online é fundamental para poupar dinheiro e ganhar tempo.

Leia também: Afinal, ter um ERP custa muito caro?

O Bling é um ERP com ótimo custo x benefício. Com planos a partir de R$ 50 e sem custo de setup, o sistema é integrado a várias plataformas de e-commerce, marketplaces, logísticas e aos Correios. Conheça as plataformas de e-commerce integradas ao Bling e saiba como o sistema pode ser seu impulsionar a gestão de sua loja virtual.

E aí, você tem outras dicas? Divida com a gente nos comentários! 😉

Posts Relacionados

Deixe um comentário