Fazem sete anos que a Black Friday acontece no Brasil no mês de novembro, e a cada edição, a data tem se tornado mais atrativa para clientes e mais competitiva para comerciantes. Mesmo com a promoção se expandindo para o varejo, o e-commerce ainda vê na Black Friday, que neste ano rola no dia 23, uma baita oportunidade para alavancar as vendas de final de ano e principalmente atrair novos clientes.

Nos primeiros anos só se falava da venda de eletrônicos, mas hoje praticamente todas as categorias são vendidas. Na última edição o evento movimentou mais de R$ 2 bilhões em vendas no País através do e-commerce, sem contar as lojas físicas. A expectativa é que as lojas virtuais brasileiras recebam cerca de 9 milhões de pedidos, em carrinhos de, em média, R$ 326, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Mas para garantir o retorno do cliente ao site de compra, a experiência deve ser satisfatória, desde a navegação no site, até a logística de entrega dos produtos. Pra isso, separamos algumas dicas importantes para o seu negócio ficar entre as estatísticas positivas nas avaliações de compra da Black Friday e finalizar o ano com total alta de vendas. Confira algumas dicas:

  • Uma pesquisa da PiniOn, feita com consumidores referente a edições anteriores da Black Friday, aponta que quase 30% relatou problemas como frete em valor muito alto e formas de pagamento não atraentes. Portanto, saiba que o prazo de entrega pode ser tão determinante quanto o preço do produto. Quando organizar suas promoções, já acerte com a transportadora sobre manter a agilidade na entrega;
  • É importante ter em mente que quase metade dos consumidores da promoção, já buscam presentes de Natal, por isso lance ofertas que possam estar entre possíveis presentes para convidar o público a ver as demais ofertas;
  • No pós evento, a maior parte das reclamações nas últimas edições foi em relação a navegação ruim nos sites. Por ter o maior pico de intenções de compra do ano, é importante ter um bom suporte para não deixar o site cair e acabar perdendo vendas. Preço bom todos os sites irão ter, garanta agilidade;
  • Outra questão importante é se antecipar na data em relação a outros sites maiores. Nos dias que antecedem a Black Friday, já se pode criar um clima de Black Week e ter mais tempo de vendas em promoção. Assim como casar vendas no pós evento, como promoção de acessórios e itens complementares aos que foram vendidos garantindo, mais uma vez, a fidelidade do cliente;
  • A taxa de frete muito alta é o principal motivo de abandono de carrinhos e compras no e-commerce. Assim como o prazo de entrega, que também é determinante para a finalização da compra. Ambas as questões são desafios para os negócios, já que dependem de uma série de fatores, como a transportadora, o tempo e a distância. Por isso abuse do melhor da tecnologia, como rastreamento, roteirização, gestão de ocorrências, entre outros, dando ao consumidor a possibilidade de acompanhar o trajeto do seu produto, e ver que chegará em breve;
  • Segundo as pesquisas, apenas 36% dos e-commerces pensam em dispor de frete grátis, muitos por já ser uma prática da empresa e outros para garantir mais vendas, já que terá um fluxo maior. Em muitos casos é interessante dar o frete como forma de bonificação ao comprador, sem mexer muito no orçamento da empresa.
  • É importante ter o estoque em dia, e se peças estão faltando já solicitar aos fornecedores. Lembre-se que na internet, é possível ir de uma loja para a outra em apenas um clique, portanto, não perca vendas e oportunidades de fidelizar um cliente;
  • Outro ponto fundamental para quem quer se dar bem na Black Friday é, desde já, investir em marketing. Use todas as ferramentas, nas redes sociais, e-mails e site, para construir motivos que levem os consumidores a pesquisar e finalizar vendas na sua loja.
  • Caso o seu negócio também haja uma loja física, é uma boa oportunidade para oferecer a retirada dos produtos na loja. Ainda você terá uma chance de vender outros produtos durante a visita.
  • A sua equipe deve estar apta a atender o cliente e rastrear os produtos de forma eficiente. E não se esqueça de caprichar na descrição dos produtos, já que qualquer detalhe a mais pode fazer o cliente fechar a compra que deseja e ter a melhor experiência possível.
  • Para o e-commerce é fundamental investir em certificações de segurança para que o cliente saiba que é um site protegido, onde ele pode inserir seus dados e efetivar a compra. Oferecer diversas opções de pagamento também contribui para facilitar a compra e a venda.

Conforme a ABComm, os produtos mais procurados na Black Friday são: celulares e tabletes (37%), eletrônicos (24%), moda e acessórios (19%), eletroportáteis (18%), livros (17%), esportes e lazer (16%) e games (16%).

A Black Friday é um oportunidade de negócios e de boas compras. Tanto consumidores quanto comerciantes saem ganhando, desde que sejam feitas pesquisas inteligentes e que os portais ofereçam bons serviços. Deixar o site em ordem e garantir as entregas em dia são pontos fundamentais pra o sucesso de vendas e satisfação de todos.