“Eu vendo, vendo e vendo, mas não vejo a cor do dinheiro.”

Essa é uma frase que boa parte dos empresários no Brasil fala e ninguém sabe ao certo por que. Na real, sabemos, mas quem é que dá atenção aos indicadores financeiros e à precificação, não é mesmo?

Brincadeiras à parte, muitos negócios se veem perdidos, tanto pela falta de capital, quanto pela falta de lucro em suas vendas e isso se dá justamente pelos erros cometidos no processo de preços da empresa.

No fim das contas, temos dois possíveis grandes problemas que podem acontecer com seu negócio:

  • Lucratividade Incorreta;
  • Capital de Giro furado.

Neste artigo vamos abordar ambos os pontos e suas consequências diretas no negócio.

Lucratividade Incorreta

Se você precifica simplesmente pegando o produto que você compra e aplicando um fator de multiplicação em cima, sem ter controle de suas margens, talvez esse seja seu problema.

Muitos empresários acabam acreditando que comprar um produto a R$100 e vendê-lo a R$200 significa lucro de 50%. Isso não é verdade.

Existem:

  • Custos de mercadoria;
  • Impostos;
  • Taxas de comissão para vendedores, marketplaces;
  • Taxas de cartões de crédito.

Eles comem sua margem e predam seu lucro. Não possuir controle sobre estes itens pode fazer com que você tenha a falsa ilusão de que seu faturamento te gera riqueza, quando na realidade pode te gerar muito prejuízo.

Em mais de 10.000 empresas avaliadas, pelo Preço Certo, descobrimos que 89% destas precificam com a lucratividade errada de seus produtos e possuem um volume médio de 16% de todo seu faturamento com vendas realizadas no prejuízo.

Isso mesmo, pagar para vender. Para evitar, baixe nossa planilha e dê uma olhada em como dominar seus preços:

calculadora de formação de preços. banner

Capital de Giro furado

Muitos lojistas inclusive acabam por optar por comprar à vista para ter um grande desconto com fornecedor, ou compram em grande volume, o que faz seu estoque crescer – ou até mesmo parcelam seu recebimento em 10x, 12x para se tornar mais competitivo.

Todas essas ações são muito boas para o negócio, quando mensuradas.

Realizar este passo sem ter completo controle de seu capital de giro pode fazer com que sua empresa entre diretamente para a estatística de mortalidade de empresas, onde 3 a cada 5 empresas morrerá esse ano pela falta de caixa.

O capital de giro é o sangue que corre nas veias da empresa, é o volume de dinheiro que usamos para repor estoques e honrar compromissos financeiros, por exemplo. Um indicador que fica cada vez maior à medida que vendemos mais.

Ou seja, fature R$1.000 seu capital será X, fature R$10.000, seu capital de giro será 10X.

Você está preparado pra isso?

O pior é que à medida em que o capital de giro cresce, ele passa a consumir do próprio lucro da empresa, quando há falta de caixa, para que você honre com seus compromissos.

Dessa forma, o ciclo torna-se predatório onde a sua empresa começa a matar ela mesma.

—-

Precificar corretamente é extremamente importante. Tomar controle dos seus indicadores financeiros também. Essa é a única forma de garantir que seu negócio tenha crescimento sustentável e problemas como estes não se repitam.

Conheça a plataforma do Preço Certo, parceira do Bling, software de gestão focada em formar preços e analisar indicadores financeiros.

Ainda não é cliente Bling? Cadastre-se com o cupom #precocerto e teste grátis por 3 meses.