No e-commerce pensar o estoque é fundamental para fazer um trabalho conectado que vise sempre a boa experiência do cliente e aumentar o número de vendas. Manter a organização dos produtos comprados e dos produtos vendidos, nada mais é do que a gestão do estoque.

Podemos dizer que é um setor vital, que quando mal administrado pode gerar sérios prejuízos e até a perda de clientes. Neste artigo você vai encontrar algumas ideias sobre o processo de gerir bem o seu estoque, dicas para fazer isso de forma simples e integrada e também conhecer um pouco sobre os diferentes tipos de estoque para vendas online.

O que é gestão de estoque?

Vamos começar pelo conceito do termo para te contar o que é gestão de estoque.

Gerir o estoque de produtos da empresa compreende em ter controle e organização dos produtos disponíveis para a venda – quantos deles já foram vendidos, quantos já foram para a entrega, e quantos ainda estão disponíveis. Por esse motivo é de grande ajuda ter um sistema de gestão de estoque integrado que automatiza essas tarefas, como os ERPs.

Também é importante lembrar que a gestão de estoque envolve diversos fatores, que podem mudar de empresa para empresa. Dependendo do negócio, ela passa também por quantidades de matérias e insumos, não somente sobre o produto final. 

 Qual a importância da gestão de estoque?

Ter um processo de giro de estoque de forma organizada diz muito sobre a sua empresa, pois ajuda a equilibrar compra e venda, reduzindo excesso ou falta de mercadorias, diminuindo custos extras e aumentando o capital de giro por consequência. 

Entre as vantagens da gestão de estoque podemos destacar também: 

  • acompanhamento dos pedidos, evitando atrasos de fornecedores;
  • liberação de espaços produtivos, com a identificação de quais itens estão improdutivos, ou sem giro de venda;
  • auxílio na criação de estratégias de atendimento e por consequência melhor experiência do cliente no e-commerce;
  • controle sobre itens disponíveis e itens com necessidade de reposição;
  • conhecimento da capacidade de estocagem para armazenamento;
  • conhecer o tempo de disponibilização dos produtos para entrega;
  • evitar desperdícios de produtos.

Quais as vantagens de cuidar da gestão de estoque?

Ajuda a definir novas estratégias para o seu negócio

Todos os setores da empresa devem interagir bem e caminhar com segurança até atravessar a venda e chegada ao cliente. O estoque bem gerido faz parte de uma série de estratégias simples que visam o melhoramento do seu processo de trabalho, redução de custos e aumento da satisfação dos clientes. 

Analisar tudo o que entra e sai do e-commerce é uma forma, não só de equilibrar as compras mas também de projetar mais vendas. Isso gera um benefício financeiro para a empresa de forma direta. 

Integrar o estoque com a gestão financeira é como ligar setores diretamente relacionados, pois ambos se envolvem na gestão e podem contribuir com a saúde financeira do negócio. 

A rotina da empresa passa por todas as áreas do negócio, e é importante ressaltar que ao controlar esses processos é possível garantir informações atualizadas sobre o negócio, e o gestor consegue tomar melhores decisões com relação a investimentos futuros. 

É como um círculo vicioso: o fluxo de caixa é importante para fazer compras, que é importante para o estoque, que é fundamental para as vendas e que encontra a satisfação do cliente, e gera parcerias logísticas, e assim segue. 

Contribui para melhorar a satisfação do seu cliente

Com uma gestão de estoque bem feita é possível melhorar a qualidade das entregas, já que é possível conhecer melhor o negócio e ter bons parceiros logísticos. 

O consumidor do nosso tempo preza, cada vez mais, pela experiência da compra como um todo. Ele quer ter boa navegação na loja através do site da loja virtual ou marketplace , quer preço, condições de pagamento e prazo de entrega curto.

Já pensou o cliente se interessar pelo produto e este não estar disponível no estoque? E isso acontece bastante, por isso, o estoque organizado garante maior quantidade de vendas e clientes satisfeitos. 

Boas práticas para fazer sua gestão de estoque

É comprovado no mundo do empreendedorismo que boas práticas no negócio podem ser o diferencial entre o fracasso e o sucesso. Com o sistema e o conceito de gestão de estoque não é diferente.

Para você não ficar de fora das melhores práticas que existem sobre o assunto, o Bling! separou algumas boas práticas que vão ajudar seu negócio:

1. Faça registro de entrada e saída

Esse ponto pode ser um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer quando o assunto é gestão de estoque. Não ter o registro de entrada dos produtos e mercadorias, é quase o mesmo que não saber a quantidade nem a data de compra e aquisição.

Com o passar do tempo fica cada vez mais difícil entender a necessidade de reposição dos produtos, o que acaba causando a falta ou o excesso de mercadorias no estoque.

2. Acompanhamento do giro dos produtos

O giro dos produtos é referente ao tempo em que eles ficam no estoque. Um alto giro significa que os produtos entram e saem com uma frequência bem rápida, pois são vendidos com facilidade.

O acompanhamento do giro é muito importante para se ter uma ideia de quais produtos saem mais e quais são considerados investimentos mais arriscados por serem difíceis de se vender, e logo, têm um baixo giro de estoque.

3. Atenção para falta ou excesso de itens

Geralmente, a falta ou excesso de produtos no estoque da empresa significa que o controle de entrada e saída não está funcionando direito. As consequências podem ser muito sérias e a empresa pode perder desde dinheiro investido em produtos de baixo giro, até clientes insatisfeitos que não recebem suas compras por falta de estoque.

4. Cadastro dos itens padronizados

Ter códigos de registro individual para os diferentes tipos de produtos e mercadorias, facilitam muito a vida do gestor de negócios. Um mesmo item cadastrado com códigos diferentes pode causar uma confusão grande na hora de realizar a venda e a comercialização do item.

Uma bala, por exemplo, não pode ser cadastrada com o mesmo código que um pacote cheio da mesma bala. Pode até parecer óbvio mas muitas empresas cometem esse tipo de erro, por vários motivos diferentes.

5. Integração do Estoque com outros setores

O compartilhamento de informações efetivo entre os diferentes setores de uma empresa é um problema recorrente no mundo dos negócios. Quanto maior o negócio, mais difícil é fazer essa comunicação entre os setores ser clara e realista.

O setor de vendas, assim como o de compras de uma empresa, precisa ter informações fluídas do controle de estoque. É aí que um sistema de integração como um ERP pode fazer a diferença e integrar todos os setores com acesso a informação em tempo real, onde todos os setores podem acessar os mesmos dados da gestão do estoque.

Você conhece os tipos de estoque? Entenda!

Existem diversas maneiras de gerenciar o estoque de produtos. Cada negócio se encaixa melhor em um estilo ou outro. Por isso, vamos falar um pouco sobre os tipos de estoque e suas particularidades: 

1. Estoque compartilhado

Esse é o caso para quem possui loja física ou virtual. Ter um estoque compartilhado utiliza menos espaço para abastecer a operação física e virtual e ainda fica integrado ao mesmo sistema de gestão, permitindo o mesmo cadastro de produtos e a atualização automática de reposição e também de vendas. Ou seja, é possível fazer um gerenciamento integrado dos produtos. 

2. Estoque terceirizado

Existem formatos como o dropshipping, que as entregas ficam a cargo dos fornecedores ou o cross docking, onde o fornecedor entrega o produto ao lojista, que deve se encarregar de enviar o item ao cliente. 

A grande vantagem dos tipos de estoque terceirizado é que o lojista pode contar com uma grande quantidade de produtos sem precisar armazená-los. Mas vale a atenção, pois abrir mão deste processo pode alterar o tempo de envio ou a qualidade das entregas, o que impacta diretamente na retenção de cliente. Por isso, parceiros confiáveis são a premissa básica para realizar este formato de estoque. 

3. Estoque descentralizado

Neste formato, a reserva de estoque é dividida em diferentes locais, visando reduzir despesas com o transporte e também tempo de entrega. Geralmente é indicado para quem tem problemas com entrega e acaba sendo uma solução pois deixa os artigos em diversos pontos, mais próximo dos destinos. 

O ponto positivo do tipo de estoque descentralizado é conseguir manter a logística de forma mais eficiente, mas o ponto negativo é que os custos aumentam. Para a operação ficar sob controle também é importante integrar os postos de armazenagem. 

4. Estoque consignado

Para logistas de e-commerce, outra opção interessante é o estoque consignado. Optando por ele, é possível comprar uma certa quantidade de produtos de forma consignada, e o lojista tem por benefício sempre ter estoque disponível e se por algum motivo não vender, pode devolver e pagar apenas o que foi vendido. 

A grande vantagem do estoque consignado é não precisar desembolsar um valor tão grande de estoque e o lojista fica com maior capital de giro em mãos. A desvantagem desta modalidade é que a negociação de preço com o fornecedor acaba não ficando tão interessante, e as margens de lucro também diminuem.

Sistema para gestão de estoque: como a tecnologia pode ajudar

Quando o assunto é gestão de estoque, dispor de um sistema de gestão ERP pode ser a sua melhor ferramenta.  O sistema do Bling!, além de integrar o estoque às compras e vendas, ele acompanha e registra toda movimentação do fluxo de caixa automaticamente, tornando o controle de estoque em uma tarefa simples e eficiente.

Como um ERP pode ajudar na gestão de estoque

Gerenciar o catálogo de produtos

Registra as informações dos seus produtos, como códigos, descrição e preços, além de outras características e centraliza a gestão do seu catálogo em múltiplos canais de venda.

Sincroniza o estoque aos múltiplos canais de venda (online e off line):

Faz o controle de estoque para marketplaces, lojas virtuais e lojas físicas de forma centralizada. A cada venda realizada, o ERP atualiza a disponibilidade de seus produtos em cada canal, evitando erros no processo, e reduzindo a necessidade de manter níveis elevados de estoque de segurança.

Automatiza os lançamentos de estoque através das notas fiscais de compra e venda

Importa notas fiscais de fornecedores e automatiza a entrada de produtos no seu estoque. Ao efetuar suas vendas, o Bling atualiza automaticamente seu estoque. Dessa forma, o tempo que seria gasto na inserção manual de produtos no estoque, poderá ser utilizado na execução de outras tarefas de gestão do seu negócio.

Controla o estoque de kits e variações de produtos de forma simples

Quando o mesmo produto possui diversas variações, como diferentes cores e tamanhos, é possível realizar o controle das variações de um mesmo produto de maneira prática. Além disso, o Bling permite que você monte kits com produtos, os quais serão desmembrados automaticamente ao gerar a nota fiscal.

Imprima etiquetas de produtos personalizadas

É possível também personalizar e imprimir as etiquetas dos seus produtos sem dificuldades e tenha códigos de barras integrados ao Bling, permitindo uma identificação precisa de seus produtos durante todo seu ciclo de venda.

Gestão de estoque: invista na saúde financeira do seu e-commerce

O estoque é um setor de extrema importância para o negócio. Não negligencie esse protagonismo dentro do funcionamento do seu e-commerce e mantenha sua operação ativa e eficiente, isso torna o seu negócio saudável financeiramente.

Além da gestão de estoque integrada, com o um ERP, também é possível cadastrar fornecedores, armazenar dados das empresas e dos produtos, emitir relatórios de estoque personalizados e controlar compras, enviando diretamente ordens de compra aos fornecedores. 

É por isso que um sistema de gestão como o Bling é tão importante para gerenciar seu negócio virtual em múltiplos canais de venda. Ter a sincronização do fluxo de caixa, estoque e logística em uma mesma plataforma facilita o seu trabalho e confere organização aos seus processos.

Ainda não é cliente Bling! ? Faça um teste grátis por 30 dias e confira na prática os benefícios e as facilidades que um sistema de gestão ERP online, descomplicado e eficiente pode fazer pelo seu negócio.