Quando você começa a vender online, se depara com um mundo novo na internet. Entre muitos termos que você já deve ter visto para cuidar do seu e-commerce, o SEO (Search Engine Optimization) é um dos mais recorrentes.


Se não está familiarizado, essa estratégia de otimização de buscas orgânicas é uma forma de tornar a leitura do seu site mais fácil pelas ferramentas de pesquisa, como o Google. Quanto mais elementos de acordo com suas diretrizes os robôs dos sites de busca encontrarem, melhor sua página ficará classificada nos resultados orgânicos — ou seja, aqueles que não são anúncios pagos.


Essa estratégia serve tanto para sites de conteúdo quanto para lojas virtuais, por exemplo. Investir em SEO gera resultados a médio e longo prazo, mas com certeza você vai colher frutos ao ficar melhor ranqueado nos resultados do Google!


Por isso, preparamos algumas dicas de fácil aplicação ao seu e-commerce. Assim, você pode melhorar seu site para ser lido tanto pelos clientes quanto pelos bots do Google que classificam as páginas. Vamos a elas?


1. Faça um estudo das palavras-chave


O primeiro passo para otimizar seu site para as buscas orgânicas é escolher quais palavras-chave você vai usar. Esses termos são usados, por exemplo, no título das páginas, na descrição dos produtos, na URL, entre outras seções do site.


A princípio, palavras-chave mais simples são mais fáceis de serem usadas. No entanto, há mais sites usando esses termos, o que torna a concorrência maior. Por exemplo, o termo “camiseta masculina” será utilizado como palavra-chave em milhares de sites.


Como a estratégia de SEO demora um pouco para dar resultados, para palavras-chave simples, chamadas de short-tail, aqueles sites que já têm muitos acessos costumam ficar entre as primeiras posições nos mecanismos de pesquisa. Isto porque o Google entende que esses sites já têm uma boa autoridade, então devem entregar bons resultados aos usuários.


Então, como proceder nesse caso? O segredo é focar em termos menos concorridos e longos, chamados long tails. Ao invés de “camiseta masculina”, você pode especificar melhor: “camiseta estampa floral masculina”. Assim, a concorrência diminui e as chances de sua loja virtual ficar melhor classificada numa pesquisa no Google é maior.


Agora você já sabe que deve focar em palavras-chave mais específicas, mas como fazer esse estudo para saber quais termos são mais ou menos concorridos? Para a nossa sorte, existem ferramentas gratuitas que mostram os volumes de pesquisa de cada palavra-chave, a dificuldade de ficar bem classificado numa busca por aquele termo, entre outras informações relevantes para que você possa escolher quais usar.


O próprio Google tem um Planejador de Palavras-Chave gratuito. Além dele, existe o Ubersuggest, que é grátis e com funcionalidade de pesquisa dos termos. Já o SEMRush é pago, mas tem uma versão limitada que você pode usar sem custos. Por fim, o Ahrefs é pago e também te auxilia no planejamento das palavras-chave.


2. Capriche na descrição de produtos


Agora que você já escolheu as palavras-chave que vai usar, é hora de empregar esses termos na descrição de produtos do seu e-commerce. Não tenha preguiça e capriche nesses textos! Lembre-se que seu cliente não pode pegar os produtos, então quanto mais detalhada a descrição, melhor!


Muitas lojas virtuais apenas copiam a descrição de produtos enviados pelos fornecedores, mas é importante que você escreva seu próprio texto. Isso não apenas vai ajudar seu cliente a conhecer melhor as mercadorias, mas também auxilia no SEO do seu site.


Quando os robôs do Google identificam que há o mesmo texto em vários sites diferentes, consideram que aquilo não é relevante. Afinal, aquela descrição vai ser apenas mais uma entre tantas iguais.


Então, você já sabe, escreva uma descrição com as suas palavras, usando os termos que você definiu de acordo com a primeira dica deste post e pensando em ajudar seu cliente a conhecer melhor seu produto. Com certeza, essa será uma forma de se diferenciar de concorrentes que vendam as mesmas coisas que você!


3. Use URLs simples


Além da descrição de produtos, você pode usar as palavras-chave na URL das suas páginas. Esse é mais um meio para que o Google entenda sobre o que aquele endereço está falando e também uma forma de deixar claro para o cliente o que ele vai encontrar ali.

Preste atenção aos dois endereços fictícios abaixo:


  • www.lojavritual.com.br/product-271716/?s3m
  • www.lojavirtual.com.br/masculino/camisetas/floral-amarelo

Pensando no seu comportamento quando está navegando na internet, em qual dos sites você se sentiria mais confortável para clicar? No segundo, certo? A mesma lógica funciona com seus possíveis consumidores.


E, para o Google, quanto mais gente estiver acessando aquele site, mais relevante ele vai entender que a página é. Isso porque os robôs entendem que, se mais gente clica naquele link e navega naquele e-commerce, é porque ele entrega bons resultados aos usuários.


Como os mecanismos de busca visam a facilitar a navegação das pessoas e a entregar os melhores resultados possíveis, é interessante que os bots tenham essa percepção sobre sua loja virtual. E eles farão isso de acordo com as informações que encontrarem para ler naquelas páginas e pelo comportamento dos internautas.


4. Facilite a navegação no seu site


Seguindo a lógica de facilitar a identificação do que existe no seu e-commerce tanto pelos robôs do Google quanto pelas pessoas que o acessam, você deve tentar simplificar ao máximo a navegação. Isso vai melhorar a experiência do usuário no seu site.


Uma dica é deixar todas as páginas de produto acessíveis a, no máximo, três cliques a partir da home. Se uma pessoa está na home da sua loja virtual, o ideal é que ela possa clicar, por exemplo, em Eletrônicos > Smartphones > Samsung e já possa encontrar o produto que quer.


Além disso, opte por um visual que não seja muito poluído. Isso vai ajudar os clientes a identificarem melhor aquilo que querem. Existem várias plataformas de e-commerce que disponibilizam diversos layouts personalizáveis, com os quais você pode deixar seu site simples, atraente e com a cara que você quiser!


5. Tenha um site responsivo para mobile


Outro fator que vai melhorar sua classificação nos resultados de buscas orgânicas é ter um site que se adapte aos smartphones. Isso porque, em 2015, o Google divulgou uma atualização na forma como avalia as páginas para classificá-las apelidada de Mobilegeddon.


A partir dessa mudança, ter sites que se adaptem bem aos dispositivos móveis, além de outros pré-requisitos como os que já citamos, passou a ser imprescindível para ficar bem ranqueado. Mas não é só pensando no Google que você deve levar isso em conta.


De acordo com a pesquisa Webshoppers, do eBit/Nielsen, no primeiro semestre de 2019, 43% das compras online foram feitas a partir de celulares. Esse não é um dado para se ignorar. Portanto, não ter um site que funcione bem nos smartphones pode fazer com que você perca vendas. Seu cliente não vai hesitar em comprar do concorrente se o site dele funcionar melhor no celular, caso ele queira comprar dessa forma.


Algumas plataformas de e-commerce já trabalham de forma a tornar seu site responsivo, mas você também pode facilitar o carregamento da sua loja virtual nos celulares. Você pode, por exemplo, evitar cadastrar muitos produtos em uma mesma página. Assim, haverá menos imagens a serem carregadas de uma vez e a navegação fica mais rápida.


Estruturar sua loja virtual de acordo com estratégias de SEO está muito próximo de facilitar a navegação para seus usuários. Com essas dicas, seus clientes encontrarão com mais tranquilidade o que querem em seu e-commerce e suas páginas ficarão melhor ranqueadas nas buscas.


Vale lembrar que o SEO dá certo trabalho e os resultados demoram um pouco para aparecer. No entanto, investir na otimização para as buscas orgânicas costuma render bons frutos. Então, está pronto para começar?



Informações da autora


Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop, a maior plataforma de e-commerce da América Latina em lojas ativas. Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!

E-mail Gravatar: victoria.salemi@nuvemshop.com.br