Foi prorrogada para julho de 2017 a implantação da nova plataforma de cobrança dos boletos vencidos. Antes prevista para valer a partir de março deste ano. Pelo novo modelo, os documentos que tenham passado da data de vencimento poderão ser pagos em qualquer banco.

A medida será implantada de forma escalonada e começará com os boletos de valor igual ou acima de R$ 50 mil, a partir do dia 10 de julho. Em dezembro de 2017, a mudança será estendida para documentos de qualquer valor. Seguindo o cronograma divulgado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

De acordo com a Febraban, anualmente são pagos cerca de 3,5 bilhões de boletos bancários de venda de produtos ou serviços no Brasil. O novo mecanismo deve reduzir as inconsistências de dados, evitar pagamento em duplicidade e permitir a identificação do CPF do pagador. Facilitando o rastreamento de pagamentos e coibindo fraudes.

As informações que obrigatoriamente devem constar no boleto (CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, nome e número do CPF ou CNPJ do pagador) continuarão sendo exigidas. O código de barras também permanece.

boletos-vencidos-poderao-ser-pagos-em-qualquer-banco

Novo sistema oferece mais segurança

Segundo a Febraban, a nova plataforma vai trazer mais segurança. Substituindo um modelo com mais de 20 anos de existência. A entidade defende que a mudança irá reduzir o índice de golpes na emissão de boletos como de escolas, condomínios e seguradoras.

Também há sites maliciosos que emitem falsas segundas vias dos documentos, com informações fraudulentas. Além de possíveis vírus que podem ser instalados nos computadores.

Com o novo sistema, os dados dos boletos emitidos pelos bancos permanecerão armazenados na plataforma. No momento de realizar o pagamento, o consumidor terá seus dados checados. Se houver divergência de informações, o pagamento não será autorizado e será preciso pagar o documento no banco emissor. Que então fará as checagens necessárias.

Cronograma para pagamento de boletos vencidos

A implantação das mudanças seguirá este calendário: a partir de 10 de julho para boletos acima de R$ 50 mil. Em 11 de setembro, documentos acima de R$ 2 mil. Sendo que o restante dos valores foram adiados para o início de 2018, conforme foi anunciado para Febraban.

Agora que você já leu sobre as mudanças para o pagamento de boletos vencidos. Aproveite para saber o que muda com o fim do boleto sem registro.

Posts Relacionados

Deixe um comentário