Quem vende no e-commerce, precisa estar com o sistema em dia para sincronizar os processos e poder emitir os boletos e ainda utilizar como um emissor de nota fiscal de maneira automatizada. Neste artigo, vamos entender como emitir boleto utilizando o Bling! Confira.

O que é e como funciona o boleto bancário?

O boleto bancário é um método de pagamento ainda bastante utilizado no comércio eletrônico  que simplifica e facilita os processos de compra e venda. Por mais tradicional que seja, e por mais que outros meios de pagamento estejam cada vez mais difundidos, esse documento de transações ainda é um dos mais utilizados no Brasil. 

O boleto funciona através de um código numérico que pode ser pago dentro do prazo estipulado pelo documento. 

Uma vez pago, o tempo de compensação do boleto varia de dois a quatro dias úteis, e a partir da confirmação do pagamento, o vendedor consegue dar procedimento à entrega do produto ou realização do serviço.

No caso de o boleto estar vencido, o consumidor deverá fazer uma nova compra ou pagá-lo com a devida multa.

Tipos de boletos bancários

Basicamente existem dois formatos de boletos bancários: o registrado e o não registrado. As diferenças se resumem ao controle que órgãos emissores têm sobre o documento emitido. 

  • Boleto registrado: possui registro em instituições financeiras e o banco recebe a remessa da empresa e faz o registro de todas as informações contidas no documento: código de barras, valor, vencimento, CPF e outros dados. Para emitir esse tipo de boleto bancário, é preciso que a empresa se registre em uma instituição financeira. Assim, as informações ficam armazenadas em um lugar só. Este passou a ser o modelo padrão, já que permite controle mais eficiente nas transações. 
  • Boleto sem registro: banido desde 2017, passou a dar mais agilidade em relação ao pagamento dos débitos e diminuição no número de fraudes.

Também existem dois modelos de boletos: avulso e em carnês (que é o que contém continuidade de pagamentos). 

Campos do boleto de cobrança

Cada campo do boleto de cobrança possui sua importância para o processo de emissão de boleto. Entenda:

Sacado:

Nome e CPF (ou CNPJ, se for pessoa jurídica) da pessoa que irá pagar o boleto.

Código do Cedente:

Número da conta bancária da empresa emissora do boleto.

Valor do Boleto:

Valor final a ser pago pelo consumidor. O número deve contar duas casas decimais e utilizar vírgulas para separar os centavos.

Vencimento:

Prazo final para que o boleto seja quitado sem o acréscimo de multas ou juros.

Multa e Juros de Mora:

Instruções ao consumidor sobre juros e multas que serão cobrados em caso de vencimento do boleto bancário.

Nosso Número:

Campo de identificação do boleto gerado pelo órgão emissor, utilizado para controle legal, tanto por parte da empresa, quanto do consumidor.

Linha Digitável:

Descrição em números do código de barras. O consumidor ainda confirma se a linha digitável está em conformidade, visto que seus primeiros números devem ser representados pelo número do banco emissor, enquanto os últimos correspondem ao valor a ser pago.

Código de Barras:

Ferramenta utilizada para automação de pagamentos, através do leitor óptico. A espessura das linhas de um código de barras serve para representar números de 0 a 9.

Vantagens do boleto bancário

Entenda as vantagens que o empreendedor tem com esse modelo de cobrança: 

  • Facilidade para a emissão.
  • Economia de tempo.
  • Diminuição da inadimplência.
  • Melhor controle financeiro.
  • Acessível para todos os clientes.
  • Sensação de segurança para os clientes.

Como emitir boleto utilizando o Bling!

1) Acessar o módulo

O primeiro passo é acessar o módulo de configurações de boleto no menu Preferências – Finanças – Configurações de emissão de boletos. Feito isso é a vez de configurar escolhendo o banco correspondente a sua conta bancária, clicando em Configurar. 

Antes de iniciar é necessário que você possua uma carteira de cobrança contratada junto ao banco para permitir que sua conta bancária receba pagamentos por boleto. Nesta etapa é importante verificar com o gerente da sua conta os dados, tarifas e despesas referentes a sua carteira. Também já se informe como deve ser feita a homologação dos boletos, que é solicitada ao final da configuração.

2) Configurar

Conta – preencha com as informações da sua conta bancária, o pedido de campos a serem preenchidos pode variar dependendo da instituição financeira que você trabalha.

Carteira – defina a carteira de cobrança da sua conta bancária e outras opções referente às características de sua carteira.

A opção “Quem emite” se refere a quem irá gerar o boleto, se é você (através do Bling!), ou se a geração será feita através da interface bancária. Mantenha a opção Cliente emite, se você irá gerar os boletos pelo Bling.

Após preencher os dados, é preciso definir as instruções para seus boletos (multas, descontos, juros e protesto). Aqui é importante verificar com o gerente de sua conta se existem cobranças adicionais para as instruções que você está configurando.

Se você for emitir o boleto pelo Bling!, preencha o campo Mensagens de instruções para impressão de boleto, selecione as variáveis disponíveis ou clique em Gerar Instruções para para gerá-las automaticamente conforme a sua configuração.

3) Definir as operações

Hora de definir opções adicionais para as operações com boleto no Bling:

Custo adicional do boleto: custo adicional somado sobre o valor do boleto;

Float bancário: dias úteis em que o banco retém o valor antes de creditar em sua conta;

Float bancário para tarifas: dias úteis em que o banco retém o valor das tarifas antes de debitar de sua conta;

Número da próxima remessa: número usado como identificador de cada remessa gerada no Bling (apenas altere esta informação se o banco solicitar)

Extensão do arquivo: extensão do arquivo de remessa a ser gerado pelo Bling. Mantenha este campo em branco para usar a extensão padrão.

Nome do Sacador/Avalista: Cedente original do documento de cobrança que realizou a transação comercial com o sacado e endossou o título para terceiro.

4) Homologar

Antes de emitir os boletos é preciso efetuar a homologação dos dados configurados. Este processo é realizado junto ao banco, onde será necessário enviar os arquivos para homologação para o pessoal do seu banco. Estes arquivos estarão disponíveis para download na seção Homologação – Boletos e remessa da aba configuração.

5) Gerar os arquivos

Para gerar os arquivos é necessário ter previamente cadastrado algum cliente Cadastros – Clientes e fornecedor. Após isso, basta preencher os campos restantes, como o valor e o número do primeiro boleto. Estes devem ser preenchidos com valores maiores que zero, e o vencimento inicial deve ser maior ou igual a data atual.

Após preencher os campos, você pode optar por baixar os boletos e a remessa de testar ou envia os arquivos sem precisar baixá-los. Clicando em Enviar arquivos por e-mail, será solicitado o endereço eletrônico do responsável pela homologação, alguém do banco. Ou se preferir, a título de teste, pode inserir outro e-mail para enviar uma cópia dos arquivos teste.

Os arquivos fornecidos contém dados de teste e devem ser usados apenas para o processo de homologação. Após ter enviado os arquivos para homologação, aguarde a aprovação antes de começar a emissão de boletos e remessas.

6) Selecionar a conta bancária

Nesta parte algumas definições também podem ser feitas:

Padrão boleto: utiliza a conta bancária para emitir boletos de suas contas sem portador setado.

Padrão movimentação: seleciona a conta bancária nos lançamentos e transferências em Caixa e Bancos.

7) Incluir remessa

Clique em acessar Finanças – Remessas e Retornos para incluir as remessas

referentes as suas contas a receber. Para gerar o arquivo de remessa, clique em Incluir Remessa.

Suas contas a receber serão listadas. Você pode filtrar apenas as contas que possuam o portador bancário selecionado ou apenas as contas que já tiveram seu boleto emitido. Também pode incluir títulos sem portador em sua remessa, e a conta bancária selecionada será atribuída como o portador destes títulos ao salvar a remessa. Após esse passo, basta conferir a conta que deseja gerar a remessa e salvar a alteração.

A sua remessa aparecerá na lista de remessas, selecione-a e clique em Gerar remessa para baixar o arquivo. Se quiser pode importá-lo no sistema de seu banco e aguardar o arquivo de retorno.

Também é possível remover um título de remessa para incluir em outra. Basta utilizar a opção Retirar da remessa e após acessar novamente a remessa para poder conferir a informação do que foi removido.

8) Importar retornos

O banco irá disponibilizar um arquivo de retorno contendo atualizações referente aos títulos enviados na remessa: confirmação de entrada, liquidação, pendências e tarifas. Este arquivo será importado no Bling para conciliar suas contas.

Para fazer a importação de retorno, acesse Finanças – Remessas e Retornos e clique em Ver retornos no menu lateral. Ao clicar em Ler Retorno será solicitado a conta bancária correspondente ao arquivo de retorno. Antes de procurar o arquivo, selecione as opções desejadas referente a categorias e a liquidação dos títulos e das tarifas. Quando o arquivo for importado será

informado um resumo do processamento do retorno, podendo ser possível conferir se houveram liquidações, lançamentos, lançamentos de tarifas, entradas confirmadas e outras ocorrências.

9) Emitir boleto

O passo final é a emissão de boletos, que é feita na opção Emitir Boleto dentro do menu de contexto de cada conta, clicando em Finanças – Contas a receber. Aqui também é possível enviá-lo por e-mail para seu cliente. Preencha com as informações para que o envio seja efetuado e pronto, seu boleto será emitido com sucesso!

10) Emissão de boletos Wirecard (Moip)

Com o Bling! também é possível gerar boletos bancários com confirmação de pagamento automática através da integração com Wirecard. Nesta modalidade o usuário preenche as informações e cadastros de forma diferente e também consegue emitir boleto com a taxa descontada no valor fixo de R$1,49. É muita facilidade e acesso. Acesse o conteúdo com o passo a passo e faça um teste com o Bling! por 90 dias grátis e experimente todos os benefícios e facilidades.

11) Depoimento de quem utiliza

A MT Soluções é um Hub de soluções para E-commerce. O Principal parceiro é o Bling além das plataformas (Nuvem Shop, Xtech, Loja Integrada, VTex, Jet Neo e Wbuy) e soluções agregadas para e-commerce (Enviou, Amazon, Frenet, Wirecard, Melhor Envio, B2W, Mercado Livre e Magalu).

A empresa nasceu há 8 anos com o sonho de tornar todo o processo de e-commerce para PMEs algo mais sustentável como negócio. “Temos um lema que é muito forte: Prático. Simples. Direto. Ao longo do caminho fomos nos adaptando e hoje basicamente trabalhamos em algumas frentes como: Branding & Visual, Implantação/Setup de e-commerce, Implantação e Consultoria de Gestão (Através do Bling ERP) e Marketing Digital”, destaca o empresário Mateu Toledo. Com uma equipe composta por 12 pessoas, a MT Soluções está localizada em dois endereços no Estado de São Paulo.  

Mateus declara que são clientes Bling desde 2013 e afirma que A utilização da integração da Wirecard para boletos simplificou a gestão de pagamentos, por que não é mais necessário entrar no sistema, baixar um relatório e fazer a conciliação manual de cada transação. “: Hoje apenas emitimos, e temos que fazer o controle de inadimplentes ao invés de fazer o controle de todos pagamentos. Com isto nosso time financeiro sem dúvida ficou mais produtivo ao menos por 1 hora por dia”, destaca. Entre outras funcionalidades importantes que o sistema ERP Bling oferece, Mateus enfatiza a relação entre pedido de venda e nota fiscal. “A possibilidade de Emissão das Notas de Serviço com apenas um clique (mesmo para a prefeitura de São Paulo) ajuda muito a economizar tempo, pois quando emitimos um grande número de notas não levamos mais do que 20 minutos para fazer todo o fluxo”, afirma. Para a MT Soluções, emitir boletos com tanta rapidez e pouco custo é um grande benefício, por isso, Mateus indica o Bling como sistema de gestão. “O Bling é um Sistema totalmente integrado. Acho que é isto que faz ele mais especial. O cliente pode ser totalmente omnichannel, vendendo em sua loja física, e-commerce, marketplace e ainda representantes. Tudo isto podendo utilizar apenas um estoque,um ponto de retira etc. Hoje o Bling oferece tantas integrações diferentes que ajudam o lojista a ter também um controle financeiro, como o Track Cash e também fazendo antecipação de recebíveis com a Gyra+ por exemplo. Acho estes os pontos mais fortes do Bling, como coração da gestão dos PMES”, finaliza.