“O que é ROI?” é uma pergunta frequente entre os empresários que estão começando a entender o mundo dos negócios. Ainda não sabe o que é o ROI? Neste post a gente explica para que ele serve, qual sua importância e como calcula-lo. Confira!

O que é ROI?

Para escolher os investimentos que sua empresa vai seguir, é preciso entender as estratégias que dão resultados e podem facilitar o cumprimento das metas. Um desses recursos é o ROI (“Return on Investment”, em inglês, ou “Retorno sobre o Investimento”, em português), métrica utilizada para mensurar o resultado financeiro de um investimento. Ou seja, o ROI indica ganhos e perdas de sua empresa ao investir dinheiro e tempo em determinado projeto.

O ROI inclui todas as ações que visam lucro futuro, como campanhas de marketing, treinamentos de vendas, e-mail marketing, estratégias para retenção de clientes e aquisição de ferramentas de gestão, por exemplo. Cabe ressaltar que, além de indicar os investimentos que valem a pena, o ROI pode orientar o empresário sobre como otimizar ações que dão certo e potencializar os resultados.

como calcular o roi

Como calcular o ROI?

Calcular o ROI é muito simples e permite que você descubra se está aplicando o capital corretamente, ou seja, se suas estratégias de investimento estão te fazendo ganhar ou perder dinheiro.

Embora fácil, o cálculo do ROI exige precisão para evitar falhas. O custo de Investimento Inicial deve considerar todo valor gasto no projeto, desde a execução até o tempo gasto em funcionários. É necessário incluir todos os valores, por menores que eles sejam, para qie se chegue a um resultado fiel (mesmo que muitas vezes não seja exato, influenciado por fatores externos).

Para calcular o ROI, basicamente você soma os lucros até o momento e subtrai o valor que investiu para criar seu negócio. Depois é só dividir o resultado pelo valor do investimento. Pronto, assim saberá o ROI da sua empresa. A fórmula: ROI = (Ganho – Investimento inicial) / Investimento inicial.

o que e roi

Veja um exemplo com números:

ROI = (10.000 – 2000) / 2000
ROI = 8.000 / 2000
ROI = 4.

Neste caso, o resultado do cálculo do ROI mostra que o retorno financeiro foi quatro vezes maior do que você investiu.

Atenção: o resultado desse cálculo pode te ajudar a explorar melhor o potencial de investimentos, portanto procure trabalhar com metas de ganhos possíveis, isto é, não adianta traçar um objetivo de ROI que exija mais investimentos do que sua empresa pode fazer. Essa métrica demonstra a eficácia dos seus investimentos, então se o resultado for abaixo do esperado (ou negativo), é preciso rever suas estratégias.

vantagens de trabalhar com roi

Vantagens de trabalhar com o ROI

Esse método é bastante utilizado em diversos segmentos do mercado. Confira as vantagens de utilizar o ROI para o planejamento de negócios.

  • Enxugar gastos

O ROI aponta quais os investimentos que valem apena ser mantidos e os que podem ser eliminados. Nesse sentido, você vai identificando os gastos desnecessários (investimentos que não dão lucro) e elimina-los sistematicamente.

  • Criar estratégias

Medindo o ROI, é possível estabelecer a exatidão da sua estratégia, tornando o controle sobre o retorno de suas ações mais preciso. Se a avaliação apontar resultados insatisfatórios, é sua chance de buscar novas abordagens para alcançar os objetivos.

  • Motivar a equipe

Com metas possíveis, você pode oferecer bônus e recompensas aos funcionários quando eles atingirem os resultados esperados, estimulando a equipe a “vestir a camisa da empresa” e jogar no time dos que querem ganhar.

  • Potencializar o Lucro

Enxugando gastos desnecessários, otimizando ações e motivando a equipe para buscar resultados, você conseguirá fortalecer a empresa e ter um aumento significativo nos lucros.

Agora que já explicamos para você o que é ROI e como calcular a métrica, que tal ler nosso conteúdo sobre o que é KPI e qual sua importância? E você, como mede os resultados em sua empresa? Divida com a gente nos comentários!

Leia também:
– Gestão financeira: 6 fatores que desequilibram o fluxo de caixa

– Como elaborar um plano de marketing eficiente para PMEs
– Capital de giro: como definir o financiamento