O Pix, novo sistema de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central, entra em vigor no dia 16 de novembro de 2020. Desde que foi anunciada, a solução gerou dúvidas sobre cadastro, funcionamento e confiabilidade. A verdade é que muita gente se perguntou o que é Pix.

A resposta é mais simples do que parece: Pix é um meio de pagamento que vai facilitar a transferência de valores, além do pagamento de contas e recolhimento de impostos. Também vai ser possível fazer pagamentos em estabelecimentos usando o Pix.

O Pix não é um aplicativo. Ele também não é uma nova instituição bancária. É um meio, assim como o boleto, TED, DOC, cartões de crédito ou débito. A diferença é que o Pix permite que qualquer tipo de transferência e de pagamento seja realizada em qualquer dia, incluindo fins de semana e feriados, e em qualquer hora.

O primeiro passo para conseguir usar esse novo modelo é cadastrar as chaves do Pix. Continue lendo para entender o que são essas chaves e como elas vão funcionar na prática!

O que são as chaves do Pix?

De acordo com a definição do Banco Central, as chaves do Pix são os “apelidos” usados para identificar uma conta. Ou seja, elas são a representação do endereço da sua conta dentro do sistema do Pix.

O papel das chaves do Pix é vincular esses dados considerados básicos às informações completas que conseguem identificar a conta transacional do cliente (como a instituição financeira ou de pagamento, o número da agência, o número da conta e o tipo de conta).

Conheça os tipos de chaves do Pix

As chaves do Pix são divididas em quatro tipos:

  • CPF ou CNPJ;
  • e-mail;
  • número de telefone celular;
  • chave aleatória.

Os clientes que têm conta pessoa física podem ter cinco chaves para cada conta. Já os clientes que têm conta no modelo pessoa jurídica podem ter até 20 chaves para cada titularidade.

O cliente pode usar chaves distintas para vincular as diferentes contas transacionais. Por exemplo, usar o número de telefone celular vinculado à conta corrente da instituição X, usar o CPF vinculado à conta poupança da instituição Y e usar o e-mail vinculado à conta de pagamento da instituição Z.

Outra opção é vincular todas as suas chaves do Pix (CPF, número de celular e e-mail) a uma mesma conta. Dessa forma, quando o pagador iniciar o pagamento a partir de qualquer uma dessas informações, os recursos serão disponibilizados nessa mesma conta.

O que é a chave aleatória?

A chave aleatória é uma forma de você receber um Pix sem precisar informar nenhum dado pessoal para o pagador. É um código único, de 32 caracteres com letras e símbolos, gerado aleatoriamente pelo Banco Central e atrelado a uma única conta. 

Essa opção foi criada principalmente para ser usada com QR codes gerados por meio do aplicativo da instituição financeira. O objetivo é facilitar o recebimento de recursos. A chave aleatória também pode ser copiada e enviada por mensagem, como um espécie de código de barras.

O usuário pode cadastrar múltiplas chaves aleatórias, seja vinculada à mesma conta ou a contas diferentes, desde que dentro do limite de 5 chaves por conta, no caso de pessoa física, e 20 chaves por conta para pessoa jurídica. Esse é o único tipo de chave do Pix que não permite portabilidade.

Como registrar as chaves do Pix

O registro das chaves Pix é feito por meio dos canais de acesso da instituição bancária, inclusive pelo aplicativo, se estiver disponível. Para fazer o registro é preciso confirmar a posse da chave e vinculá-la a uma conta.

Essa confirmação da posse da chave Pix é feita por meio de um código SMS que é enviado para o número de telefone celular usado como chave ou para o e-mail, se essa for a chave escolhida.

O código deve ser inserido no canal de acesso disponibilizado juntamente com uma autenticação digital, como solicitação de senha, biometria ou reconhecimento facial.

Portabilidade de chaves

No caso de mudança de instituição financeira, é possível fazer a portabilidade das chaves do do Pix para o novo banco. O processo é semelhante ao que acontece quando é feita a troca no depósito do salário.

A portabilidade das chaves deve ser solicitada no banco da nova conta, mas é necessária uma confirmação na instituição anterior. O Banco Central pede um prazo de 7 dias para que essa confirmação seja feita.

Vantagens do Pix

Ainda segundo o Banco Central, as principais vantagens do Pix são a disponibilidade e a rapidez com que as transações serão concluídas. Veja como o Pix vai mudar esses fatores e outros benefícios que deve trazer para empreendedores:

Mais disponibilidade

O Pix estará disponível 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, inclusive aos feriados. Ou seja, ao contrário do que acontece hoje em dia, quando for necessário fazer um pagamento ou transferir uma quantia no fim de semana, o serviço vai ser concluído no mesmo dia.

Mais rapidez

Quantas vezes você precisou fazer uma transferência e teve que esperar pelo menos um dia útil para que o dinheiro chegasse ao destino? Principalmente quando pensamos em transações entre bancos diferentes, essa situação era bastante comum.

O Pix promete um tempo médio de apenas 10 segundos para a conclusão das operações, o que deve tornar o controle financeiro mais prático e dinâmico.

Mais segurança

Com as chaves do Pix cadastradas fica mais fácil garantir que uma transferência está indo para a pessoa certa. Não vai ser mais necessário verificar dados bancários como número da conta, da agência, dígito, operação etc.

Com dados pessoais, como o CPF e o número de telefone, além da facilidade, há o ganho em segurança para todos os envolvidos.