Apesar do crescimento constante das compras pela internet no Brasil, o frete ainda se mostra um obstáculo em potencial.

Para os clientes, o valor da entrega passa a impressão de um custo extra, além do que eles esperam pagar pelo produto. Para os lojistas, fica o receio de que esse valor faça alguém desistir de fechar a compra. A situação fica ainda mais complicada quando o valor cobrado pelo frete é mais caro do que o artigo vendido.

Infelizmente, isso pode acontecer, principalmente em lojas online que vendem produtos de tickets baixos. Se você tem um e-commerce de camisetas, acessórios, artigos de decoração ou ainda livros, HQs e gibis, já deve ter passado por isso.

Será que existe uma solução para deixar seus preços atrativos sem ter prejuízo no frete? Com alguma estratégia e, por vezes, um pouco de criatividade, sim!

Veja essas 8 dicas para resolver o problema do frete mais caro que o produto e escolha quais delas podem ser aplicadas no seu negócio!

Entenda o cálculo do frete e fique de olho nas informações

Dimensões e peso do pacote e CEPs de origem e destino são alguns dos fatores que entram no cálculo do frete. (Foto de Brandable Box no Unsplash)  

A gente não pode melhorar o que não entende. Então o primeiro passo é saber como é feito o cálculo de frete

De forma simplificada, os critérios usados no cálculo de frete são: dimensões e peso do produto já com a embalagem, relação entre peso e volume e, claro, origem e destino do envio. Esses dados devem estar corretos em qualquer passo da gestão do e-commerce.

Com isso em mente, vamos aos pontos que podem causar erros nos cálculos do valor de frete.

– Erro no peso ou dimensões no cadastro do item

Qualquer erro no cadastro pode resultar em aumento do custo de frete, fazendo com que o cliente desista da compra. Já se o valor informado for menor que o custo real, o lojista paga o prejuízo, o que também não é nada bom.

E não esqueça: o peso e dimensões cadastrados devem considerar o produto já embalado e pronto para envio. Deixe as informações sobre o artigo sem embalagem na descrição exibida para o cliente.

– Uso de embalagens inadequadas

Uma embalagem muito maior do que o objeto tem grandes chances de dar prejuízo. Por isso, certifique-se de que a embalagem tenha o menor tamanho possível para acomodar o produto enviado com segurança e sem risco de danos.

O que entra em jogo aqui é a cubagem, relação entre peso real e volume ocupado pela encomenda, fator que faz parte da precificação do frete. Afinal, para as transportadoras, o espaço ocupado pela carga é tão importante quanto seu peso. Ou seja, embalagens grandes sem necessidade não são um bom negócio.

– Erros no preenchimento das tabelas de frete

Essa dica é para quem tem contrato com transportadoras. Para os valores diferenciados serem aplicados corretamente, preste muita atenção ao inserir os dados da tabela de frete na plataforma de gerenciamento da loja online.

Mais uma vez, qualquer engano pode resultar em erros no preço final do frete informado ao cliente.

Identifique o que torna o valor do frete mais alto

Algumas correções simples podem ajudar a deixar o frete mais barato. (Foto de RoseBox no Unsplash)

Agora que você já sabe um pouco mais sobre cálculo de frete, fica mais fácil identificar a origem do problema. Ok, o valor do frete está mais alto do que o artigo vendido, mas por quê? Encontre as possíveis causas e as classifique em duas categorias: fatores que você não pode mudar e pontos que podem (e devem!) ser otimizados.

A primeira categoria é mais difícil de encarar. Estamos falando, por exemplo, sobre longa distância entre o ponto de origem e entrega dos envios, características dos produtos vendidos – como peso e volume maiores, ou mesmo a tabela de preços das transportadoras.

Realmente, não há nada que você possa fazer para mudar isso. Mas não se desespere, já vamos abordar essas situações também.

Porém, nesse momento vamos focar naqueles fatores que influenciam no valor do frete e podem ser ajustados pelo lojista.

Será que a embalagem utilizada nos envios está deixando o frete mais caro? E os cadastros das dimensões dos produtos e tabelas de frete, estão todos certinhos? Você considerou o valor do frete na hora de direcionar suas campanhas de marketing para determinadas regiões?

Avalie esses pontos e descubra onde o seu processo de logística pode ser otimizado.

Dilua o valor do frete com kits

Já pensou em diluir o custo do frete em um kit com diferentes itens? (Foto de Kyle Cut Media no Unsplash)

Beleza, todas as informações cadastradas estão corretas, a embalagem é a mais adequada e não tem nada mais que você possa fazer para diminuir o valor do frete. Afinal, não tem como você mudar o peso de um objeto ou diminuir a distância entre duas cidades, não é?

Mesmo assim, o valor do frete continua mais alto ou muito próximo do valor do produto. E agora? Bem, chegou a hora de usar a criatividade.

Uma boa alternativa para lojistas que trabalham com artigos de ticket baixo é oferecer kits com mais produtos.

Vamos colocar essa ideia em prática. Considere a seguinte situação em uma venda de um e-commerce de moda e acessórios:

  • Um par de brincos por R$ 30 + R$ 20 de frete: valor total de R$ 50, sendo que o frete custa 2/3 do valor produto. 

Agora vamos ao cálculo de um kit com três pares de brincos:

  • Três pares de brincos por R$ 90 + R$ 20 de frete (já que as dimensões e o peso final serão bem parecidos): valor total de R$ 110. Ao dividir o custo do frete por item, dá cerca de R$ 7 por cada par. Bem mais atrativo, certo?

Você pode, ainda, aproveitar o poderoso gatilho mental do Frete Grátis e incluir o valor do envio no preço final do kit:

  • Três pares de brincos exclusivos por R$ 110 + Frete Grátis!

Na verdade, essa estratégia de frete oferece duas vantagens. A primeira é que o valor do frete vai ficar mais atraente quando o cliente receber, por exemplo, três produtos de uma só vez. E a segunda é que você vai aumentar o ticket médio da sua loja online.

Considere usar um serviço de Fulfillment

Com o fulfillment, o lojista deixa o estoque mais perto dos clientes. (Foto de Toby Stodart no Unsplash)

A distância entre a sua loja e o destino dos pedidos é outro ponto que não tem como mudar. Isso pode ser um problema, principalmente, para lojistas localizados fora das regiões Sul e Sudeste. Segundo levantamento da Compre & Confie, essas são as origens de cerca de 80% dos pedidos realizados no e-commerce brasileiro.

Então como oferecer preços e fretes competitivos se a loja está longe de boa parte dos compradores? Deixando seus produtos mais perto dos clientes!

Uma solução pode ser o fulfillment, modalidade na qual o lojista terceiriza o armazenamento de estoque e o envio dos produtos. Ao optar por um centro de distribuição próximo dos destinos de entrega, como no eixo Sul-Sudeste, você reduz o valor do frete.

Em resumo, você pode estar em qualquer lugar do Brasil, mas manter seu estoque em São Paulo, por exemplo. Nesse caso, vale fazer uma análise para descobrir de onde vem a maior parte dos seus pedidos e escolher um ponto de armazenamento estratégico.

Os processos de vendas e atendimento ao cliente continuam sob responsabilidade do lojista. Ao receber um pedido, o sistema da loja online repassa os dados para o serviço de fulfillment. Cabe à empresa terceirizada cuidar da separação, preparo e postagem da encomenda na transportadora.

Conheça serviços alternativos dos Correios

Pacotes pequenos e materiais impressos têm serviços exclusivos nos Correios. (Foto de jesse ramirez no Unsplash)

PAC e Sedex, serviços de frete mais conhecidos dos Correios, dispensam apresentações. Mas você sabia que a empresa oferece opções mais econômicas de acordo com o tipo de encomenda?

O PAC Mini, ou Mini Envios, é uma excelente alternativa para pacotes menores. O prazo de entrega é similar ao praticado pelo PAC, mas os valores são mais atrativos. Porém, o Mini Envios tem um limite bem mais restrito em relação ao peso e dimensões da encomenda:

  • Comprimento – Até 24 cm
  • Largura – Até 17 cm
  • Altura – Até 2 cm
  • Peso – Até 300 gramas

O PAC Mini realiza apenas uma tentativa de entrega, enquanto PAC e Sedex podem ter até três tentativas. Além disso, o serviço é exclusivo para e-commerces que têm contrato com os Correios. Mas o lojista pode usar um intermediário, como empresas que usam contratos próprios para reduzir o valor do frete.

E-commerces de livros, revistas e HQs devem ficar de olho no Registro Módico dos Correios, exclusivo para materiais impressos. O limite de peso é de 2 Kg por objeto postado e o valor é bem mais baixo.

O Registro Módico considera apenas o peso da encomenda no cálculo do frete, deixando de lado a distância entre os CEPs. Você paga o mesmo valor ao enviar livros para uma cidade vizinha ou para um estado de outra região. Ótima notícia, não é mesmo?

Estude a aplicação de frete fixo de acordo com a região

Você sabe para quais regiões sua loja online vende mais? Ou está pensando em adotar uma postura mais competitiva em lugares em que ainda não vende tanto?

Nessas duas situações, a aplicação de um frete fixo de acordo com a localidade pode ser uma boa estratégia. Você vai cobrar um valor único pela entrega, independente das dimensões do pacote.

O primeiro passo é descobrir qual o gasto médio com frete para esses locais. Depois, defina um valor de frete fixo que seja mais atrativo para o cliente, mas dentro das possibilidades da sua margem de lucro.

A ideia é que haja um equilíbrio entre os pedidos com maior e menor custo do frete. Até porque quem vai bancar essa diferença é o lojista, então cuidado com o prejuízo!

Essa solução pode parecer meio arriscada, por isso o ideal é ter certeza de que o gasto com fretes e sua margem de lucro permitam a definição de uma cobrança fixa. Ah, lembre-se que você pode adotar valores distintos de acordo com cada região!

Trabalhe com diferentes opções de frete

Você e seu cliente devem ter diferentes opções de frete à disposição. (Foto de Karolina Grabowska no Pexels)

Cada transportadora oferece condições e vantagens diferentes. Por isso é importante ter várias opções disponíveis para encontrar os melhores preços e prazos para você e seus clientes.

Qualquer loja online deve oferecer, no mínimo, duas alternativas de frete: econômico e entrega expressa.

Aliás, uma pesquisa da PwC mostrou que 64% dos consumidores brasileiros topariam pagar mais para receber um pedido em menos tempo. Então, mesmo que a entrega expressa seja mais cara, é importante que um e-commerce tenha essa opção.

Mas a verdade é que quanto mais variadas as alternativas, melhor! A dica é aproveitar os serviços de empresas que usam contratos próprios na intermediação das postagens. Assim você pode fazer a cotação e economizar em fretes ao trabalhar com diferentes transportadoras, mesmo que não tenha contrato com elas.

Uma solução prática e eficiente para fazer o melhor negócio com as suas entregas!

Aproveite as integrações e ferramentas disponíveis

Se você já chegou aqui no Bling, percebeu que a tecnologia oferece uma ajuda e tanto na gestão do seu e-commerce. E é claro que isso também vale para o frete!

Conheça as ferramentas disponíveis na ERP ou plataforma de e-commerce usada pela sua loja online. Por exemplo, ao cadastrar as informações certinhas e vincular a embalagem ao envio dos produtos, o risco de erro no cálculo é bem menor.

A Calculadora de Fretes do Melhor Envio faz a cotação com diferentes transportadoras e condições exclusivas. (Foto de Melhor Envio)

Aproveite, também, a integração do Bling com o Melhor Envio para fazer a cotação de frete com diferentes transportadoras. Além de comparar condições e prazos, você aproveita nossos serviços completos em gestão de frete, dá uma olhada:

  • Comparação de preços e prazos com Correios e transportadoras privadas em uma única consulta.
  • Geração de frete com economia de até 75%.
  • Integração completa com a gestão da sua loja online, desde a exibição do valor do frete para os clientes.
  • Acompanhamento das entregas, com rastreamento e movimentação de status das encomendas.
  • Suporte da nossa equipe especializada em logística.
  • Sem mensalidade ou taxas extras inesperadas! Você só paga o que usar.

Conheça o Melhor Envio e aproveite todas as ferramentas desenvolvidas especialmente para ajudar na gestão do frete no seu e-commerce!