Logística reversa é uma prática obrigatória prevista pela lei nº 12.305, instituída em 2010 com a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Essa regulamentação permite um maior cuidado com questões ambientes, minimizando o acúmulo de materiais e a degradação da natureza. 

Adotar a logística reversa em suas estratégias de negócio pode ser o diferencial que a sua empresa precisa. Continue a leitura do conteúdo para entender mais sobre o assunto. 

O que é logística reversa?

É uma área da logística que tem como objetivo fazer o retorno sustentável dos materiais já utilizados na cadeia produtiva. O procedimento ocorre por meio de um conjunto de ações que visa reaproveitar os insumos e as matérias-primas, preservando o meio ambiente. 

Na logística reversa, a responsabilidade sustentável dos materiais é dividida entre empresas e consumidores. Por isso, os empreendimentos precisam buscar formas de participar de todas as ações e engajar os consumidores a contribuir com a prática. 

Exemplos de logística reversa

Muitas empresas adotaram a logística reversa em suas estratégias de negócio, inclusive nas ações de logística para e-commerce. Quem cumpre a tarefa com êxito mostra sustentabilidade econômica e ambiental. Vamos a alguns exemplos: 

HP

A multinacional americana criou o programa HP Planet Partners Brasil, que permite aos consumidores enviar os cartuchos e toners de impressoras que já foram utilizados. Para isso, foram colocados mais de 50 pontos de coleta em todo o Brasil, facilitando a devolução dos materiais à empresa.. Assim, os consumidores passaram a se conscientizar e evitar o descarte no lixo comum.    

Natura

Além de aplicar o ecodesign em seus produtos, a Natura faz o recolhimento das embalagens e dos materiais utilizados na produção das mercadorias. Os programas “Elos” e “Dê a Mão para o Futuro ” têm responsabilidade ecológica compartilhada entre a marca e os fornecedores. Assim, materiais como PET e vidro podem ser reciclados da maneira adequada, sem prejudicar o meio ambiente. 

Bridgestone

A Bridgestone aplica o conceito de logística reversa para diminuir o impacto dos pneus em decomposição no meio ambiente. A marca faz a coleta seletiva do material e o envia a empresas especializadas em trituração e picotagem. Dessa forma, os fragmentos podem ser reutilizados de diferentes maneiras: combustível alternativo, confecção de calçados e produção de peças para a indústria automobilística. 

Saiba como fazer logística reversa em 4 passos    

Para uma logística reversa de sucesso, é imprescindível que a empresa conheça a fundo os materiais utilizados em sua cadeia produção, além dos impactos que eles podem causar no meio ambiente. Só assim será possível elaborar um plano que beneficie a empresa, facilite a vida do consumidor e respeite a natureza. 

Confira quatro passos básicos que podem ajudá-lo a fazer logística reversa: 

  • Passo 1: Estabelecer uma política clara, explicando aos consumidores onde eles podem retornar cada produto, embalagem, peça ou outro material. 
  • Passo 2: Criar um canal de atendimento para solucionar possíveis dúvidas dos consumidores em relação à logística reversa. Uma página na internet já resolve isso. 
  • Passo 3: Alinhar internamente com funcionários e colaboradores da empresa sobre as diretrizes da logística reversa, informando todas as etapas e regras a serem cumpridas. 
  • Passo 4: Agora que os consumidores já sabem sobre a ação, é preciso colocá-la em prática. É nesse momento que as empresas precisam ficar atentas em relação aos custos que a operação pode trazer. 

Ciclo da logística reversa 

Uma logística reversa bem-estruturada flui de maneira bastante eficiente. Saiba como o ciclo funciona: 

  1. Indústria

Os produtos são produzidos e embalados.

  1. Distribuição

A mercadoria é distribuída aos comércios.

  1. Comércio 

As lojas fazem a venda dos produtos aos clientes. 

  1. Cliente

O produto é utilizado e descartado.

  1. Coleta e seleção

Os materiais recicláveis são selecionados. 

  1. Reciclagem 

Todo material é transformado em matéria-prima para novas utilizações.

Benefícios da logística reversa

  • Colaborar com questões ambientais;
  • Encontrar um diferencial; 
  • Trazer uma imagem institucional positiva;
  • Explorar ações de marketing vinculadas à causa; 
  • Reduzir custos; 
  • Reutilizar os materiais na produção de outros produtos; 
  • Criar consumidores mais conscientes.

Confira outras dicas de gestão no blog do Bling

Entendeu o que é logística reversa? No Bling, você encontra essas e outras informações para seu negócio evoluir. Não deixe de conferir o post sobre logística integrada, o formato de gestão capaz de estimular atividades operacionais e integrar departamentos. 

São diversas informações para montar estratégias de sucesso e adquirir êxito em suas ações. Aproveite!