Uma das operações mais comuns no mundo dos negócios é calcular alíquotas de tributos. Entretanto, existem tantos detalhes nesses cálculos que até mesmo empreendedores experientes acabam se perdendo nas contas.

De fato, uma dúvida frequente é o CFOP, um código comum nas notas tanto de compra quanto de venda. Neste conteúdo, vamos explicar qual a finalidade dele e como você deve lê-lo e utilizá-lo.

Boa leitura!

O que é CFOP e para que serve?

O CFOP é uma sigla que significa Código Fiscal de Operações e Prestações. Em linhas gerais, ele vai denotar a natureza da operação realizada pela empresa, sendo um processo essencial para ocorrer a tributação prevista em lei.

Em resumo, é um código que contém 4 dígitos, onde o primeiro informa o tipo de operação (compra ou venda; no mesmo estado, interestadual ou internacional) e os últimos três dígitos detalham a operação.

CFOP de entrada

Como foi dito na seção anterior, o CFOP de entrada tem como principal alteração o seu primeiro dígito. No caso, ele pode ser apenas três valores:

  • Dígito 1: é usado quando a compra ocorre dentro do mesmo estado.
  • Dígito 2: esse dígito denota que a compra foi feita em estados diferentes, ou seja, é uma operação interestadual.
  • Dígito 3: o 3 indica que a compra é internacional.

CFOP de saída

Quando falamos em CFOP de saída, devemos ter em mente que os dígitos devem complementar o CFOP de entrada. Portanto, temos novamente três dígitos possíveis na primeira casa, sendo eles:

  • Dígito 5: é usado quando a venda é feita no mesmo estado, seguindo a mesma lógica do CFOP de entrada.
  • Dígito 6: é usado quando a venda é feita entre estados.
  • Dígito 7: esse dígito se aplica em vendas realizadas fora do país.

Os três últimos dígitos

Os últimos três dígitos do CFOP servem para descrever a compra ou venda com maiores detalhes, principalmente sobre o tipo de operação realizada por sua empresa. Em geral, os mais comuns são venda, bonificação e simples remessa – mas existem muitos outros; veja a tabela completa nas referências deste conteúdo.

Como saber o CFOP de um produto?

Na maioria das vezes, quem emite a nota fiscal são as empresas que venderam o produto. Portanto, nessa nota fiscal estará o CFOP de venda, estando relacionado com a operação da empresa vendedora.

Entretanto, para sua empresa a operação é dita de entrada. Dessa forma, o lançamento da nota deve seguir o padrão descrito anteriormente, com os devidos dígitos localizadores da operação.

Vale notar o paralelo:

  • 1 -> 5
  • 2 -> 6
  • 3 -> 7

Se a nota de venda tem um CFOP que inicia com 5, a nota de compra usará o 1; se a nota de venda tiver dígito 7, a de compra terá 3. Os demais dígitos vão permanecer iguais.

O que quer dizer CFOP 6101?

O CFOP 6101 significa que houve uma venda interestadual (primeiro dígito 6), e que o produto vendido é produzido pela empresa que realizou a venda (últimos três dígitos 101).

Quando usar o CFOP 6101?

O CFOP 6101 só pode ser usado quando a sua empresa vende produtos que ela mesma produziu, seja para posterior industrialização ou até mesmo posterior comercialização. Note, ainda, que essa venda deve ser feita fora do estado em que sua empresa reside – caso contrário o primeiro dígito seria ou 5 (mesmo estado) ou 7 (venda internacional).

Quando falamos em e-commerce, o CFOP 6102 é bastante comum. Nesse caso, temos uma venda interestadual, mas de produto adquirido ou recebido de terceiros.Quer simplificar sua empresa? Veja as soluções da Bling!