Como empreendedor responsável pelos resultados do próprio negócio, certamente você ouve com frequência o termo copywriting, certo? Afinal, essa técnica de escrita é essencial nas estratégias de marketing digital que visam atrair e conquistar clientes.

O sucesso do copywriting está na sua capacidade de se conectar emocionalmente com o leitor, compreendendo suas necessidades e desejos. Assim, você pode transformar seus  produtos em soluções para os problemas ou desejos do seu público.

Pronto para entender melhor o que é e como fazer copywriting? Então, vem com a gente. Aqui, você vai descobrir tudo sobre essa técnica de escrita persuasiva e conferir exemplos criativos para usar de inspiração para suas vendas. 

O que é copywriting?

Copywriting — ou copy, para os íntimos — é uma técnica de produção de textos que tem como objetivo levar o leitor a realizar uma ação, como comprar um produto ou a inscrever em um canal, por exemplo. Para isso, esse método de escrita persuasiva combina criatividade e estratégia para chamar a atenção do público e aumentar a taxa de conversão.

Embora seja um tema muito discutido e procurado nos últimos anos, o copywriting não é uma invenção moderna. Isso porque a técnica remonta a quando os primeiros anúncios foram escritos, evoluindo com o tempo e adaptando-se às novas mídias e públicos. 

Hoje, com o boom dos e-commerces e lojas virtuais, uma copy bem feita é indispensável para destacar sua marca na multidão digital. 

Segundo o E-commerce Brasil, só em 2022, o país ganhou mais de 36 mil novos e-commerces, passando a um total de 365.300 negócios on-line.

Se esse motivo não é suficiente para te convencer da importância do copywriting para o seu negócio, confira mais alguns.

Por que usar copywriting? 4 vantagens da escrita persuasiva para o seu negócio

No contexto do e-commerce, o objetivo da copy é vender. Contudo, não é só para esse fim que o copywriting serve. Antes de chegar à venda propriamente dita, o consumidor precisa passar por toda a jornada que envolve as etapas do funil de vendas.

Entre reconhecer que tem um problema e enxergar sua marca ou produto como a solução ideal, o consumidor pode percorrer um longo caminho.

Por isso, a escrita persuasiva também é utilizada em conteúdos informativos que ajudam o leitor a conhecer o que você tem a oferecer, como acontece nos posts de redes sociais, blogs e newsletters, por exemplo.

Logo, a resposta para a pergunta acima é simples: uma boa copy funciona como um imã que cria uma conexão com a sua marca ou produto e atrai o consumidor para transformá-lo em cliente. 

Conheça 3 vantagens de aplicar técnicas de copywriting nas suas vendas.

1. Influência nas decisões de compra

Uma copy eficaz fala diretamente às necessidades e desejos do seu público, motivando-o a agir. Seja incentivando uma compra, um cadastro ou um compartilhamento, o copywriting é um impulsionador silencioso — e poderoso — das decisões dos clientes.

2. Construção de relacionamento com o cliente

No mundo digital, a confiança é uma moeda das mais valiosas. Um bom copywriting não apenas apresenta seu produto, mas também estabelece um tom de voz coerente e autêntico para a sua marca. 

Ele ajuda a criar um relacionamento com o cliente, baseado na confiança e na afinidade entre o seu negócio e o público.

3. Resultados mensuráveis

Uma das grandes vantagens do copywriting é a possibilidade de medir seu impacto nas estratégias de marketing e vendas.

Você pode ver exatamente como seu copywriting afeta as taxas de conversão, engajamento, vendas e outros KPIs, permitindo ajustes precisos para otimizar sua performance.

Ou seja, quando pensada estrategicamente, a copy é a sua melhor aliada para alcançar resultados incríveis. 

Entenda por que ela funciona.

7 princípios básicos do copywriting: o segredo para uma copy eficiente

Copywriting é intencional. Não existe nada aleatório na estrutura de uma copy, o que quer dizer que tudo — do início ao fim — está presente no texto por um motivo. 

Confira o que você precisa saber para colocar o copywriting em prática nas estratégias do seu negócio.

1. Comunicação personalizada

Conhecer sua persona é como saber o idioma do seu público. A linguagem adequada facilita a conexão e a comunicação. Essa estratégia envolve termos e expressões que ressoam com sua audiência e refletem sua maneira de falar e pensar. 

Se sua persona é mais formal, use um tom mais sério. Se é mais descontraída, um estilo mais informal pode ser o ideal.

Ou seja, a linguagem e o tom de voz que você utiliza para jovens que gostam de tecnologia é bem diferente do que deve usar para profissionais desse segmento.

Por isso, compreender o perfil do seu público-alvo é fundamental para estabelecer uma comunicação eficaz e criar uma conexão autêntica com sua marca.

2. Títulos atraentes

Pense no título como a porta de entrada para sua copy. Para criar títulos que realmente chamem a atenção, concentre-se em elementos como a curiosidade, a oferta de valor ou a solução de um problema. 

Um bom título também deve ser claro, direto e envolvente ao expressar uma mensagem clara de utilidade e exclusividade. 

Pense em opções que prometem soluções práticas e rápidas, algo como “5 dicas infalíveis para dobrar suas vendas”. Aqui, o problema (poucas vendas) e a solução (dicas eficazes) são claramente delineados, criando uma expectativa positiva. 

E lembre-se de que a promessa do título deve ser cumprida no conteúdo. Sua copy perde o valor quando o leitor se sente enganado.

3. Persuasão

O segredo da persuasão está em equilibrar emoção e razão, utilizando argumentos lógicos que incentivem decisões conscientes, sem manipulações.

Utilize a persuasão para demonstrar como seu produto ou serviço pode resolver um problema real. Procure apresentar benefícios, superar objeções e mostrar entendimento a respeito das necessidades e desejos do leitor.

Faça perguntas que levem à reflexão, como: “você sabia que é possível se alimentar de forma saudável gastando pouco?” ou “já imaginou como seria sua vida com mais horas livres graças a este serviço?”.

4. Storytelling

Histórias têm o poder de envolver e conectar. Ao incorporar storytelling na sua copy, você cria uma situação com que o leitor pode se identificar facilmente. Assim, ele passa a sentir as emoções associadas à sua mensagem. 

E nem precisa ser um enredo completo. Algumas pinceladas dessa estratégia — um contexto, um problema ou uma solução — podem transformar uma simples mensagem em uma experiência memorável, aumentando significativamente o impacto da sua copy.

Porém, a construção da narrativa precisa fazer sentido para o copywriting, certo?

5. Dados e evidências

Credibilidade é essencial para construir autoridade. Quando você apresenta fatos concretos e estatísticas, fornece ao leitor uma razão mais sólida para acreditar e confiar na sua mensagem.

Portanto, procure fortalecer seus argumentos com dados e pesquisas confiáveis. Busque as fontes mais atualizadas e relevantes, garantindo que as informações estejam em harmonia com o tema discutido.

E lembre-se de sempre informar de onde tirou a informação.

6. Gatilhos mentais

Gatilhos mentais são atalhos psicológicos que influenciam a decisão do leitor..

Essa estratégia é um dos pontos-chave de qualquer copywriting, pois tem o poder potencial de modular o comportamento do consumidor, para que sua decisão seja justificada e natural.

Os gatilhos mentais mais utilizados em copywriting são prova social, reciprocidade, autoridade, escassez, urgência e exclusividade.

Em uma mesma copy, você pode utilizar mais de um gatilho mental. Apenas tome o cuidado de não criar um texto muito apelativo ou agressivo — o resultado pode ser o oposto do esperado.

7. Verbos de ação

Verbos são o motor de qualquer texto persuasivo. Eles impulsionam o leitor à ação. Ao escrever sua copy, pense em palavras que instiguem movimento, mudança e decisão. 

Verbos como “descubra”, “transforme”, “conquiste” têm o poder de motivar o leitor a agir, tornando sua mensagem mais dinâmica e efetiva.

Com esses sete princípios, sua copy não apenas ganha em qualidade e eficácia, mas também se torna um instrumento mais poderoso para conectar, engajar e converter seu público. 

Com isso em mente, conheça agora duas das técnicas mais eficazes — e utilizadas — em copywriting.

2 técnicas de copywriting para converter mais

Com as técnicas certas, você pode dominar o copywriting e capturar a atenção do seu público, gerar interesse e motivá-los a agir. 

Confira duas das técnicas de copywriting mais eficazes para começar a aplicar já.

1. AIDA

A técnica AIDA de copywriting é um roteiro clássico criado para guiar um potencial cliente por uma jornada até a conversão. 

Esse modelo de copy envolve as seguintes etapas:

  • atenção (A): o objetivo é capturar o olhar do consumidor com títulos magnéticos para que ele note sua mensagem;
  • interesse (I): aqui, você prende a atenção do leitor, despertando sua curiosidade ao oferecer informações relevantes e envolventes sobre seu produto ou serviço;
  • desejo (D): alimente a vontade do lead, mostrando os benefícios e o valor único que você oferece;
  • ação (A): é o momento em que você incentiva o lead a tomar uma atitude concreta, como fazer uma compra ou se inscrever em um serviço. É o famoso CTA — chamada para ação, do inglês call to action.

Veja como funciona na prática.

Copy AIDA: 2 exemplos de copywriting para e-commerce

I. E-commerce de calçados masculinos

“Transforme seu estilo profissional com os sapatos de couro exclusivos da [nome da loja].

Para o homem moderno, que busca elegância e conforto no trabalho, nossa linha de sapatos de couro é a escolha perfeita. Nossos modelos combinam design clássico com o conforto necessário para o dia a dia.

Os sapatos [nome da loja] proporcionam não apenas uma aparência sofisticada, mas também um conforto inigualável, graças à tecnologia de amortecimento e materiais de alta qualidade.

É hora de dar um passo adiante na sua carreira e no seu estilo. Adquira agora seus sapatos [nome da loja] e sinta a diferença em cada passo.”

II. E-commerce de cosméticos naturais

“Revolucione seu skincare com a [nome da loja] Cosméticos Naturais e Veganos.

Especialmente para mulheres que valorizam o cuidado com a pele, nossa linha de cosméticos naturais é a escolha perfeita. Produtos formulados com ingredientes puros para uma beleza saudável e consciente.

Sua pele pode, sim, ser mais nutrida, renovada e radiante com o poder da natureza. Todos os nossos produtos para rotina de cuidados e maquiagem são veganos, livres de crueldade e com resultados comprovados.

Redefina sua beleza com a força da natureza. Conheça a [nome da loja] e encontre os produtos perfeitos para exaltar o que você tem de mais bonito. Compre agora e sinta a transformação natural em sua pele.”

2. PAS

Assim como a AIDA, o termo PAS também faz referência às etapas trabalhadas neste modelo de copywriting:

  • problema (P): aponte um problema comum enfrentado pelo seu público;
  • agitação (A): enfatize o problema, mostrando as consequências de não resolvê-lo;
  • solução (S): apresente e ofereça seu produto como a solução ideal.

É como contar uma história com final feliz, percebe? Vamos aos exemplos.

Copy PAS: 2 exemplos de copywriting para e-commerce

Veja como poderiam ser as copies para os mesmos e-commerces dos exemplos anteriores, utilizando a técnica PAS de copywriting.

I. E-commerce de calçados masculinos

“Cansado de sapatos de couro que sacrificam o conforto pela elegância? Muitos homens se veem presos neste dilema ao escolher calçados para o dia a dia de trabalho. 

A [nome da loja] apresenta uma linha exclusiva de sapatos de couro que combina sofisticação com conforto inigualável. Cada par é meticulosamente desenhado para oferecer suporte e elegância, ideal para o homem moderno que valoriza tanto o bem-estar quanto a aparência profissional. 

Experimente a diferença de calçar sapatos que acompanham cada detalhe do seu dia. Descubra a coleção couro executivo da [nome da loja] e dê o próximo passo com confiança e estilo.”

II. E-commerce de cosméticos naturais

“Preocupada com os ingredientes dos seus produtos de skincare e maquiagem? No mundo atual, é um desafio encontrar cosméticos naturais e veganos que também funcionem de verdade.

Nós, da [nome da loja], entendemos sua busca por produtos que respeitem sua pele e o meio ambiente. Por isso, dedicamos nosso trabalho a trazer uma linha completa de cosméticos naturais e veganos para todos os tipos de pele.

Cada produto é cuidadosamente formulado com ingredientes puros, garantindo beleza e saúde para sua pele sem comprometer seus valores. 

Liberte-se das preocupações e desfrute a liberdade de uma rotina de beleza consciente e nutritiva. 

Conheça as novidades da [nome da loja] e  transforme sua rotina de cuidados com a pele em um ato de amor próprio e respeito ao planeta.”

Esses exemplos mostram como um copywriting eficaz pode ser aplicado em diferentes formatos e para diversos fins. A ideia é que sirvam de inspiração para que você crie copies que não só capturem a atenção, mas que também promovam a ação desejada. 

Agora, vamos ao passo a passo de como fazer copywriting para o seu negócio.

Como fazer copywriting? Passo a passo em 8 dicas práticas

Dominar a escrita persuasiva pode ser desafiador, mas, com a abordagem certa, você pode criar conteúdos que cativam e convencem seu público. Confira o passo a passo para montar suas copies.

1. Conheça seu público

Compreenda quem são seus leitores — suas necessidades, desejos, dores e comportamentos. Realize pesquisas de mercado e use dados de clientes existentes para criar personas que representem seu público-alvo.

2. Defina seu objetivo

Você já sabe que todo copywriting deve ter um propósito claro. Portanto, pergunte-se o que deseja alcançar com sua copy. 

Vender um produto, informar sobre um serviço, captar leads, fortalecer a marca? Tenha um  objetivo bem claro em mente.

3. Escolha a estrutura e a técnica 

Sua estrutura de copy deve estar alinhada com seu objetivo e público. Decida qual técnica de copywriting — AIDA ou PAS, por exemplo — é mais adequada para sua meta.

4. Escreva com clareza

A alma do copywriting é uma comunicação clara e persuasiva. Utilize linguagem simples, frases curtas e foque nos benefícios. Seja criativo e utilize gatilhos mentais para reforçar as estratégias de persuasão. 

Se necessário, recorra a ferramentas de inteligência artificial para obter insights e ideias criativas. Lembra dos exemplos de copy acima? Todos eles foram criados com a ajuda do ChatGPT.

5. Capriche no CTA

Um CTA claro e direto indica ao leitor o que ele deve fazer a seguir. Seja explícito sobre a ação desejada — comprar, inscrever-se, falar com um vendedor, aprender mais etc. O importante é que a chamada seja objetiva e conduza o leitor ao que você deseja.

6. Revise e edite

Muitas vezes, a qualidade de uma copy vem das revisões. Verifique gramática, clareza e fluidez. Utilize ferramentas de revisão automática dos processadores de texto (Word, Google Docs).

Se possível, peça a opinião de copywriters mais experientes e esteja aberto a ajustes e sugestões de melhorias.

7. Otimize para SEO

A otimização para SEO é vital no copywriting, pois aumenta a visibilidade do seu conteúdo nos mecanismos de busca, como o Google, por exemplo. 

Ao incorporar palavras-chave relevantes, você melhora sua posição no ranking das pesquisas e também garante que seu conteúdo chegue ao público correto. 

Ferramentas, como Google Analytics e Ubersuggest, são muito úteis para encontrar as melhores palavras-chave e, assim, aumentar o impacto e a efetividade da sua copy.

8. Teste e avalie

O trabalho de copywriting não termina com a publicação. Monitore a eficácia do seu conteúdo com análises. Experimente diferentes versões e observe qual delas tem melhor desempenho junto ao seu público.

Seguir estes passos ajudará a criar um copywriting que não apenas alcança seu público, mas também comunica sua mensagem de maneira eficaz e persuasiva. 

Potencialize suas vendas com o Bling

Agora que você já sabe como fazer copywriting para o seu e-commerce, precisa se preparar para o sucesso nas vendas.

Para isso, conte com o Bling! As diversas funcionalidades do ERP oferecem tudo o que você precisa para deixar sua loja — física ou on-line — funcionando como deve. 

Controle de estoque, gerenciador financeiro, emissão de notas, integração com serviços logísticos, plataformas de e-commerce e marketplaces e muito mais!

Experimente grátis por 30 dias e descubra como se preparar para vender muito mais com o Bling.