A Nota Fiscal de Serviço Eletrônica é um tipo de nota fiscal que facilita os processos de prestação de serviços e a organização dos negócios como um todo.

Fazer a emissão de documentos fiscais é um dever que quase toda empresa tem, com algumas raras exceções. E, apesar de ser um processo mais simplificado e online, emitir uma NFS-e pode não ser uma tarefa tão fácil para empreendedores que estão começando.

Por isso, resolvemos te ajudar a aprender como fazer a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, além de entender melhor como ela funciona. Confira!

O que é uma Nota Fiscal de Serviços Eletrônica?

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, ou simplesmente NFS-e, é um documento validado juridicamente que tem como função formalizar, registrar e comprovar a prestação de serviços.

Ela deve ser utilizada sempre que há alguma prestação de serviços, de qualquer tipo, e registra as transações fisicamente e digitalmente, além de ter a funcionalidade de recibo.

Graças ao sistema eletrônico, as notas podem permanecer armazenadas no ambiente digital, ou seja, não há mais a necessidade de gastos com materiais de impressão para gerar a nota física.

Além disso, as notas emitidas digitalmente são enviadas diretamente à prefeitura para incidência de impostos, modernizando o processo de emissão e deixando-o mais prático.

Benefícios da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica

Além da economia em gastos com materiais de impressão, ela também permite transações mais seguras e um armazenamento e manuseio mais eficiente. Veja alguns dos principais benefícios que o documento traz:

Otimização dos processos

A NFS-e facilita o processo de fiscalização das operações realizadas e de esclarecimento dos impostos incidentes.

Além disso, proporciona mais praticidade para empresas em negociações, que podem acessar e registrar suas transações com mais facilidade, inclusive com o Danfe Online.

Documento com validade jurídica

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica possui validade jurídica por meio do certificado digital, com assinatura registrada.

Favorece a automação

Por ser um documento completamente digital, é possível automatizar o processo e torná-lo mais rápido e eficaz. 

Essa parte é fundamental para pequenos empresários que ainda enxergam a automação como uma realidade distante: a transformação digital também está em pequenos passos que não necessariamente demandam gastos enormes.

Diminui possíveis erros

Alterações ou obstrução do documento são bem menos prováveis já que ele precisa seguir um padrão.

Por que emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica?

Como já falamos, com exceção de casos raros, toda empresa que comercializa e presta algum serviço tem a obrigação de emitir a nota fiscal de serviço para fins de fiscalização e arrecadação de impostos.

Vale ressaltar que deixar de emitir a nota fiscal, em casos de obrigatoriedade, pode, além de causar multas e problemas fiscais, deixar sua empresa com uma imagem ruim.

Quem deve emitir Nota Fiscal de Serviços Eletrônica?

A NFS-e deve ser emitida sempre que houver alguma prestação de serviço. Sejam eles realizados por empresas ou pessoas físicas, a operação deve ser registrada por meio da nota.

Emissão de Nota Fiscal de Serviços: como emitir nota fiscal de serviço

Para emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, você deve acessar o site da prefeitura de seu município e inserir algumas informações requeridas, que variam de acordo com a prefeitura. O Bling é integrado a mais de 600 prefeituras, o que facilita a emissão da NFS-e nesses municípios.

Você precisará também do certificado digital para validar as transações digitalmente, que pode ser o A1 ou A3. A grande vantagem do certificado digital é que não é necessária sua presença física para prestação de serviços, e é possível automatizar o processo, indicando um responsável pela assinatura digital do certificado.

Qual o modelo de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica?

Enquanto a Nota Fiscal Eletrônica segue um padrão nacional, a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica obedece às regras municipais. Ou seja, a NF-e tem um mesmo modelo de circulação para o país todo. Já a NFS-e precisa ser adaptada conforme a cidade onde é emitida.

Isso acontece porque a NFS-e regulamenta operações de prestação de serviço. Esse modelo de atividade é incidido pelo ISS, o Imposto Sobre Serviço, que é arrecadado pela prefeitura de cada cidade.

Por isso, cada município define como é o modelo da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica. Alguns, por exemplo, adotam o cupom fiscal. Existe um projeto para padronizar a NFS-e, evitando conflitos de uma cidade para outra, mas ele ainda esbarra em obstáculos legislativos.

O que deve constar na NFSe?

Apesar de cada município ter um modelo de Nota Fiscal Eletrônica, alguns elementos devem constar no documento. Entre eles estão:

1- Tomador do Serviço

Caso seja pessoa física, deve constar o nome do tomador do serviço. Se for pessoa jurídica, a razão social deve ser usada.

 2- Estado, cidade e endereço completo

Além do estado e da cidade é necessário informar o endereço completo, com número, bairro e complemento, se for o caso.

3- CNPJ/CPF

O CNPJ deve ser preenchido no caso de pessoa jurídica e o CPF no caso de pessoa física.

4- Inscrição Municipal

O número da inscrição municipal do tomador do serviço deve ser informado corretamente.

5- Data de Emissão

Além do dia, o mês e o ano da emissão da NFS-e devem constar no documento.

6- Descrição dos Serviços 

Nesse espaço deve ser descrito o serviço prestado, de forma completa, conforme o contrato firmado entre as partes envolvidas.

7- Preço Unitário

Caso seja aplicado, o valor da venda unitária do serviço deve ser informado.

8- Total

Já o total é o valor unitário multiplicado pela quantidade adquirida.

9- Valor Total dos Serviços

Aqui é informada a soma de todos os serviços prestados.

10- Retenção de ISS na Fonte

Espaço destinado para a informação do Imposto Sobre Serviço que incide sobre o que foi prestado.

11- Outras Retenções

Deve conter qualquer outra retenção, como IRRF, PIS/Cofins, etc.

Você pode emitir suas notas fiscais pelo Bling de maneira automatizada

Imagine ter que preencher todas essas informações de forma manual sempre que precisar emitir uma nota? Com um sistema ERP como o Bling, você consegue automatizar a emissão da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, ganhando tempo e tornando o dia a dia da sua empresa menos burocrático. Conheça nossos planos agora mesmo!