Com o segmento de lojas virtuais indo de vento em popa, tornou-se essencial pensar em estratégias para manter a competitividade do negócio. E não podemos ignorar os investimentos em inovação quando o assunto em questão é venda on-line! Sendo assim, reunimos, neste post, três tendências de e-commerce para 2018.

São ferramentas e inovações já populares no nosso país e que, em pouco tempo, serão decisivas para o sucesso de empreendedores virtuais. Confira!

1. Chatbots

Os chatbots estão claramente ligados ao conceito de comércio conversacional. Esse mecanismo utiliza apps de troca de mensagens — Facebook Messenger, Twitter e Whatsapp — para automatizar diálogos e efetuar vendas.

Os bots podem realizar atividades de rotina, como responder a perguntas simples ou frequentes dos consumidores, e tarefas mais complexas, como a oferta de um produto específico. Esse último exemplo é possível por conta da inteligência artificial. Dependendo da configuração dos chatbots, eles podem examinar o histórico de relacionamento do cliente com a marca e descobrir normas de comportamento no público.

Ao investir nesse tipo de tecnologia, sua empresa consegue reduzir os custos de operação e também elevar o nível de satisfação da clientela, uma vez que o atendimento é realizado rapidamente sem nenhuma espera por um atendente.

2. Aplicativos mobile

Se você achou que iríamos falar de sistemas que funcionam como varejo on-line se enganou completamente. Pois as maiores lojas já contam com seus próprios aplicativos de venda.

Uma das tendências de e-commerce, entretanto, nada tem a ver com isso. O propósito é fomentar a possibilidade de seu negócio investir em softwares mobile com outras intenções, como entreter e encorajar o relacionamento entre os clientes.

Sua marca pode ter uma solução, por exemplo, para que o usuário possa gerenciar seus pontos de fidelidade, outra com uma comunidade de consumidores de uma mercadoria popular da loja ou com algum jogo para melhorar o engajamento com o público. Enfim, fazer uso da criatividade para ampliar a experiência com as pessoas que entram em contato com sua loja por meio de dispositivos móveis.

3. Softwares especializados em gestão

Para que os e-commerces garantam serviços cada vez mais eficientes e otimizados, os softwares de gestão devem ser adotados com mais frequência em 2018. O intuito disso é diminuir a incidência de falhas humanas e agilizar processos.

Entre as diversas operações que podem ser automatizadas sem perder a qualidade, estão:

  • previsão de preferência dos clientes, identificando automaticamente os itens com maior visualização e conversão;
  • precificação, considerando os custos, a definição de preços e a busca atual por alguma mercadoria;
  • integração do e-commerce com sistemas de logística, mantendo os clientes informados sobre as entregas;
  • emissão e envio de boletos e de notas fiscais;
  • controle das contas a pagar e a receber;
  • detecção de fraudes, diminuindo os riscos para os empreendedores;
  • gerenciamento de estoques;
  • algumas abordagens de marketing, como o retargeting, por exemplo, que engaja os usuários que já visitaram sua loja;
  • recomendação de soluções para os consumidores, apresentando mais informações para melhorar a segmentação de ofertas durante a navegação.

Se as tendências de e-commerce para este ano forem implantadas no seu negócio, você certamente terá sucesso nessa empreitada.

Aproveite essa oportunidade, entre em contato conosco acessando nosso site e teste por 30 dias grátis para conhecer o que o nosso sistema de gestão empresarial (ERP) tem a oferecer para a sua loja virtual!

Categorias: E-commerce

Posts Relacionados

Deixe um comentário