Há muitos anos, o Mercado Livre é o site de varejo mais visitado da América Latina. O portal oferece soluções para anunciantes, vendedores e consumidores e é um marketplace que atrai a intenção de compra de muitas pessoas justamente por ser tão abrangente. Para os lojistas, estar no Mercado Livre é importante para criar maior presença digital. Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre como vender no Mercado Livre e dicas para anunciar os produtos.

Como vender no Mercado Livre

O primeiro passo para iniciar as vendas, assim como em qualquer outro canal, é criar uma conta na plataforma e cadastrar os seus produtos. Confira o passo a passo: 

1- Crie sua conta

Acesse o Mercado Livre e selecione a opção “Crie a sua conta”.

2- Cadastre seus dados

Para fazer o cadastro como pessoa física é necessário informar:

  • nome;
  • sobrenome;
  • e-mail.

Para se cadastrar como empresa as informações necessárias são:

  • CNPJ;
  • razão social;
  • E-mail.

3- Faça login na plataforma

Na plataforma, depois de acessar sua conta, escolha a opção “vender”.

4- Escolha o que pretende vender

Selecione entre as categorias qual se encaixa no que você pretende vender no Mercado Livre:

  • produtos;
  • veículos;
  • imóveis;
  • serviços.

Depois crie um título para o anúncio, confira novamente se a categoria está de acordo com o que está sendo oferecido e escolha a forma de anunciar, no catálogo ou na lista geral.

5- Forneça informações sobre o produto

É fundamental inserir o máximo de informação possível sobre o que está sendo anunciado. O Mercado Livre sugere que o empreendedor forneça:

  • fotos do produto;
  • quantidade em estoque;
  • variação de cor ou material;
  • ficha técnica, com medida, modelo, marca e material.

Em seguida basta informar o preço do produto e o tipo de anúncio. Pronto, você pode vender pelo Mercado Livre!

Quanto custa anunciar no Mercado Livre?

O cadastro no marketplace é grátis, mas para vender, o site tem tarifas específicas para tipos de produto e tipos de anúncio. Veja como funciona:

Custos das tarifas de venda:

CategoriasClássicaPremium
+R$ 5 por unidade em produtos abaixo de R$ 99
Celulares e Smartphones10% 15% 
Suplementos12%17%
Tênis14%19%
Luminárias de Teto, Solares e Arandelas12%17%
Notebooks10%15%
Tratamentos para o Cabelo11%16%
Calças14%19%
Fones e Headsets11%16%
Camisolas e moletons14%19%
Botas12%17%
Bicicletas12%17%
HDs e SSDs10%15%
Roteadores10%15%
Relógios de Pulso14%19%
Smartwatches10%15%
Computadores10%15%
Impressoras10%15%
Televisores10% 15%
Caixas de Som e Autofalantes10%15%
Media Streaming10%15%

Custos por tipos de anúncio:

 GrátisClássicoPremium
Exposição BaixaAltaMáxima
Duração60 diasIlimitadaIlimitada
Oferece parcelamento sem acréscimoNãoNãoSim
Oferece Mercado PagoSimSimSim
Tarifa de anúncioGrátisGrátisGrátis

Custos do Frete Grátis

Para oferecer frete grátis para os compradores, o anunciante deve vender produtos novos a partir de R$99.

O frete grátis é um dos maiores atrativos do Mercado Livre e com os vendedores apostando em dropshipping , as entregas ocorrem com agilidade e segurança. 

O Mercado Livre cobra uma taxa de acordo com a reputação da sua loja:

  • Lojas oficiais, MercadoLíderes e com reputação verde: 50% de desconto em produtos novos a partir de R$ 99;
  • Reputação amarela e sem reputação: 40% de desconto em produtos novos a partir de R$ 99;
  • Reputação laranja ou vermelha: não há desconto.

Anunciar grátis no Mercado Livre é possível?

Conforme a plataforma divulga, anunciar um produto na plataforma é sempre grátis. Mas, como mostramos acima, em alguns tipos de anúncios há uma tarifa cobrada em cima de cada venda feita.

Como fazer para vender mais no Mercado Livre?

Confira algumas dicas para impulsionar as suas vendas no Mercado Livre: 

  1. Otimize seus anúncios

Um anúncio otimizado tem mais chances de chamar a atenção do comprador. Para isso, é fundamental ficar atento aos elementos que compõem sua oferta:

  • título: o título deve ser preciso, para atrair exatamente quem está interessado no que está sendo ofertado;
  • fotos: imagens em alta qualidade, que valorizam o produto fazem a diferença. Ângulos diferentes também são essenciais para tirar qualquer dúvida que o comprador tenha;
  • descrição: uma imagem vale mais do que mil palavras, mas, além de boas fotos, o comprador quer saber detalhes do que está sendo vendido. E isso só uma boa descrição pode fornecer.
  1. Cuide da sua reputação

A reputação no Mercado Livre mostra a qualidade do vendedor. Ela leva em consideração reclamações, tempo de envio e vendas canceladas. Vendedores com reputação verde (considerada ótima) têm mais chance de venda do que vendedores com reputação vermelha (considerada ruim).

  1. Esclareça dúvidas

O Mercado Livre permite que o comprador entre em contato com o vendedor por meio de perguntas na página do produto. O recurso é usado, principalmente, para tirar dúvidas. A comunicação rápida com o seu possível cliente é uma das formas de melhorar suas vendas no site.

Quais as vantagens de anunciar no marketplace Mercado Livre?

A venda no Mercado Livre pode trazer vantagens para o pequeno empreendedor. Descubra algumas das principais:

  • Maior visibilidade:

No Mercado Livre, as chances de venda são maiores e a audiência do site já está bem definida com bastante divulgação e ótimas campanhas. Segundo dados próprios, o marketplace é acessado por 219 milhões de usuários por mês, o que garante mais visibilidade e maior exposição dos seus produtos. 

  • Mais infraestrutura:

O Mercado Livre garante para o empreendedor acesso a uma plataforma robusta e com excelente infraestrutura. Do marketing, passando pelas formas de pagamento até a integração com os Correios, as soluções já estão prontas para uso.

  • Aumento nas vendas:

Com mais visibilidade e tendo acesso a uma plataforma que oferece vantagens para o empreendedor, a chance de aumentar suas vendas é grande. Além disso, como o investimento pode ser considerado baixo, o retorno é alto.

Como conciliar a loja física com o marketplace do Mercado Livre?

Com o surgimento de grandes lojas virtuais como o Shopee Marketplace, o empreendedor tem cada vez mais opções para começar a vender online.

Conciliar as responsabilidades de uma loja física com as vendas online pode ser um desafio, mas é possível sim conciliar as vendas em loja física e virtual, com alguns cuidados: 

1- Seja organizado

Um dos maiores inimigos do empreendedor é a falta de organização. Se essa máxima é verdadeira para quem vende em um canal, imagine para quem trabalha com dois. É fundamental ter total controle do que acontece tanto no online quanto no offline e isso só é possível em uma empresa organizada.

2- Tenha metas

Estabelecer metas é uma ótima maneira de saber se o trabalho feito está trazendo resultados. Quando falamos em dois tipos de negócio diferentes — online e offline — é importante criar objetivos distintos e que estejam dentro da realidade do seu negócio. Uma dica é usar dados para embasar essas metas.

3- Use a tecnologia

Contar com o apoio da tecnologia é essencial para conciliar dois modelos de negócio. Um sistema de gestão como ERP, por exemplo, traz vantagens para o dia a dia ao simplificar atividades, centralizar informações e permitir a automação de tarefas.

Como funciona o Mercado Livre: + 4 dicas

A venda no Mercado Livre segue um fluxo de compra um pouco diferente dos demais shoppings online, como o marketplace Kabum ou os marketplaces da B2W. Veja algumas dicas sobre o funcionamento da plataforma:

1- Cumpra as tarefas extra:

Na plataforma, o vendedor lida com tarefas extras, como responder perguntas e qualificar compradores. No entanto, apesar de serem tarefas que demandam tempo, são ferramentas que proporcionam maior confiança para os usuários da plataforma, que por sua vez se sentem mais confortáveis para realizar uma compra.

2- Aproveite as integrações:

O envio dos pedidos é favorecido pela integração da plataforma com os Correios, o que faz com que etiquetas sejam geradas automaticamente para que você realize o envio dos seus pedidos com maior rapidez.

3- Analise os benefícios:

Para começar as suas vendas em um marketplace tão importante quanto o Mercado Livre basta analisar os benefícios, integrar sua loja e partir para o sucesso de vendas. Isso vale para quem quer iniciar um negócio ou para quem pretende migrar as suas vendas em loja física para o mundo virtual. 

4- Favoreça a experiência do cliente:

Alta exposição, maior chance de vendas e compensação pelo destaque no seu segmento de produtos são consequências desta tomada de decisão. Por isso, é importante ter uma estratégia bem estruturada para dar ao cliente a melhor experiência de compra possível.

Precisa de nota fiscal para vender no Mercado Livre?

O Mercado Livre não obriga o vendedor a emitir nota fiscal, ao menos no começo das vendas, porém, é importante entender que se vender como pessoa física poderá ter restrições de itens de venda e também a carga tributária será maior. 

Outro ponto a ser avaliado, é que se as encomendas serão enviadas pelos Correios, elas deverão estar acompanhadas de Nota Fiscal ou declaração de conteúdo. Ou seja, mesmo se a sua empresa foi MEI, que não é obrigatória a emissão de Nota Fiscal, muitas vezes é melhor emitir para estar em dia com a entrega e para melhor atender o seu cliente. 

Mas se o caso for a sua loja vendendo uma mercadoria ou serviço para outra empresa (pessoa jurídica) é obrigatória a emissão de nota fiscal.

Quem paga o frete no Mercado Livre?

Quando o frete é pago, ele fica por conta do lojista. Mas o Mercado Livre é famoso pela disponibilidade de Frete Grátis, mas o que só se enquadra em algumas situações: 

  • Nos anúncios de produtos novos a partir de R$99;
  • E quando o vendedor fechar uma venda com vários produtos juntos que somem R$99;

Qual a taxa de Comissão do Mercado Livre 2021?

Até o ano passado, o Mercado Livre cobrou uma taxa de 11% ou 16% para as modalidades Clássica ou Premium, respectivamente, para produtos com valor maior do que R$ 200. Já as mercadorias com preços inferiores terão a taxa de 11 ou 16%, mais R$ 5 por unidade.

Conclusão

Com integração direta com o marketplace Mercado Livre, o Bling dá acesso a estrutura necessária para facilitar a gestão de vendas e aumentar a performance da sua loja. É importante pensar na experiência do cliente como um todo, desde a pesquisa do item no marketplace, até estratégias de logística reversa.