Bastante utilizada pelas plataformas de e-commerce e marketplaces o dropshipping é uma forma de otimizar processos e realizar algumas etapas da venda de maneira terceirizada. Neste artigo, vamos entender o que é de fato o dropshipping e quais as vantagens que pode agregar ao seu negócio, tanto na logística da empresa quanto na logística reversa. Confira!

Empresas de dropshipping: saiba o que é

Em tradução livre, o termo dropshipping significa “livre remessa”. Ou seja, é um tipo de serviço no qual o empresário, proprietário de uma loja virtual, delega ao seu fornecedor ou plataforma marketplace a tarefa de estocar e fazer o envio dos seus produtos quando comprados por seus clientes no e-commerce.

Ou seja, o dropshipping nada mais é do que uma técnica de logística na qual o estoque fica por conta e responsabilidade do fornecedor de serviços de venda online.

Quais as vantagens de contar com fornecedores dropshipping?

Descentralizar os processos e contar com parceiros que façam o trabalho de maneira profissional é uma vantagem importante para contar com fornecedores dropshipping. Também é muito interessante a possibilidade de não precisar de um espaço físico para o seu estoque, ao menos não em sua totalidade.

Deixando o estoque com o fornecedor, o proprietário tem uma preocupação a menos: a de acomodação do estoque e a de logística de envio, visto que ambas as tarefas ficam sob o controle e responsabilidade dos fornecedores dropshipping.

Com isso, o empreendedor fica dispensado de adotar outras estratégias de logística e envio — processo que envolve pesquisa e contratação de outros prestadores de serviço.

Mas quais são as desvantagens de adotar o dropshipping para a sua loja virtual?

É claro que toda a comodidade ou terceirização de serviço acaba tendo um custo para a empresa. É preciso considerar dentro dos custos da operação que a fornecedora de dropshipping cobra taxas para fazer a manutenção do estoque e envio, pois todo esse processo envolve risco, e, estando sob sua responsabilidade, qualquer problema na entrega será sua principal obrigação.

Por isso, antes de optar por uma fornecedora de dropshipping, é preciso avaliar os impactos financeiros da delegação do estoque e do envio de pedidos. Pode ser que, se você já possui uma boa gestão, não seja necessário contratar esse tipo de serviço.

O que precisa para fazer dropshipping?

Quando a empresa já está com os canais de venda estruturados e deseja terceirizar o estoque e a entrega dos produtos, é preciso pesquisar bons fornecedores do serviço, para que toda a experiência positiva que o cliente teve na compra não fique prejudicada na etapa da entrega. 

Na hora de escolher o fornecedor do serviço, atente para as regiões que deseja atingir (ou as que são seu maior público alvo), dessa forma o frete também não será tão caro. Identifique os melhores fornecedores através de aspectos como velocidade de entrega, organização, qualidade de embalagens, entre outros detalhes que farão diferença ao seu cliente.  

Assim que o catálogo estiver integrado ao fornecedor de dropshipping e os acordos estabelecidos, basta começar as vendas por este sistema. Vale lembrar que nada te impede de vender também com estoque próprio determinados produtos, um processo não anula o outro, basta organizar.

Quais são os riscos do dropshipping?

Como todo o serviço terceirizado, o dropshipping pode apresentar alguns riscos como por exemplo: 

  • Possíveis problemas na entrega de produtos;
  • Problemas de organização de estoque;
  • Menor lucro na operação final; 
  • Demora com atrasos de entrega de mercadorias;

Para evitar problemas de atrasos na entrega é importante trabalhar com fornecedores que oferecem a oportunidade de rastrear e sincronizar seu inventário com a sua plataforma de vendas.

​​3 dicas de como fazer um bom dropshipping

  • Escolha um nicho de mercado: 

É muito importante pensar em um tipo de produto, uma mesma linha para vender e entregar. Isso ajuda a definir melhor os produtos e planejar as melhores estratégias de vendas. 

  • Crie política clara de cancelamento: 

Sempre que trabalhar com e-commerce é importante ter uma política clara de cancelamento com todas as informações de compra, assim como o suporte até a entrega. Desta forma, o cliente ficará seguro e terá uma melhor experiência de consumo. 

  • Otimize os processos e melhore sempre: 

Assim que a operação estiver funcionando é preciso melhorar sempre com análise e otimização de processos. Importante estar sempre atento à operação.

Melhores fornecedores para dropshipping? Conheça as integrações Bling e Mintegra!

O Bling possui integração com o Mintegra, que faz gestão de anúncios em lojas virtuais e marketplaces, por meio dos fornecedores:

  • Squid Fácil;
  • Hayamax;
  • Gazin;
  • Pronutrition;
  • Brands Log.

Possui uma loja virtual? Dropshipping e outras técnicas de gestão logística: saiba mais com o blog do Bling!

Dropshipping e outras técnicas de logística: saiba mais com o blog do Bling!. Tudo que envolve o seu negócio, seja no campo de estrutura de logística, administração ou vendas, é uma ferramenta que pode ser utilizada para melhorar o resultado dos seus negócios. Fique atento ao que há de novo sobre empreendedorismo, domine temas como devolução de mercadorias e estoque e obtenha o resultado que você precisa com o auxílio do seu ERP Bling!

Conclusão

Vender no e-commerce exige estar sempre atento às possibilidades. O dropshipping é um caminho interessante para poder oferecer determinado produto ao seu cliente, mas não necessariamente ter ele em estoque. Para estar integrado aos maiores canais de venda é preciso saber como vender na Amazon, como vender no Mercado Livre assim como outros grandes players que permitam uma diversidade de produtos, ampliando o seu mercado e aumentando os seus lucros.