ERP e Hub de Integração são ferramentas muito importantes para quem trabalha com e-commerce e diferentes marketplaces. As duas categorias de plataformas são diferentes e se complementam para auxiliar tanto a administração como a operação das empresas de venda. 

Preparamos este artigo para você descobrir a diferença entre ERP e Hub de Integração, quais as funções de cada um e por que ambos são necessários. 

O que é um ERP?

ERP é a sigla para o termo “Enterprise Resource Planning” que, em português, chamamos de Integrador de Gestão Empresarial. Trata-se de um sistema cujo objetivo é unificar informações de vários setores administrativos de uma empresa, com funções como a de receber e pagar contas, gerar NF-e, armazenar contatos de clientes, despachar produtos via transportadora, ou seja, fazer a gestão de todo o processo de compra e venda de um e-commerce.

O ERP permite ter uma visão estratégica e detalhada de tudo que acontece na sua operação, permitindo um direcionamento mais assertivo dos investimentos e ganho de tempo.

O que faz uma ERP?

As principais funções que um ERP deve ter são estas:

  • Emissão de nota fiscal e boletos;
  • Gestão de estoque;
  • Integração logística;
  • Controle de movimentação de caixa;
  • Visão geral do negócio;
  • Otimização da gestão da empresa.

Claro que cada ERP tem mais funções que são específicas de cada empresa desenvolvedora. Por isso, na hora da escolha pesquise os diferenciais e vantagens de cada sistema.

O que é um Hub de Integração?

Hub é uma palavra em inglês que significa eixo e ponto central. Nos negócios, Hub é um tipo de plataforma que oferece diversas soluções e integra várias empresas e ferramentas em um só lugar.

Na área de e-commerce e marketplaces, Hub de Integração é uma ferramenta que agiliza e organiza a operação de vendas online, unindo todas as soluções que um vendedor precisa, incluindo marketplaces, plataformas de e-commerce, ERPs e sistemas de gerenciamento.

Marketplaces como Mercado livre, Amazon, Americanas e Magalu são uma excelente oportunidade para os lojistas aumentarem suas vendas, pois são sites com alta performance e credibilidade no mercado que conectam os consumidores aos vendedores, sempre com segurança e muita visibilidade. 

Atualmente, muitos sellers estão aproveitando os principais marketplaces para vender simultaneamente e ser multicanal. Afinal, quanto mais canais o vendedor expor seus produtos, maiores serão suas vendas e, consequentemente, mais tempo será necessário para gerenciar tudo em plataformas diferentes. É nesse momento que o integrador de marketplace se torna necessário para facilitar e aperfeiçoar a gestão de todas as contas em uma única plataforma.

O Hub de Integração permite que o vendedor envie todos os seus produtos cadastrados para os marketplaces de uma única vez, controle seu estoque e faça a gestão dos seus pedidos. Muitos hubs de integração oferecem, ainda, funcionalidades atreladas às estratégias de venda e criação de campanhas.

Em geral, as principais funções de um Hub de Integração são:

  • Gerenciamento das vendas;
  • Cadastro de produtos em uma única plataforma para enviar de uma única vez aos marketplaces nos quais o vendedor está;
  • Relatórios de anúncios, vendas e estoque;
  • Automatização dos processos de separação e envio.

Diferenças entre ERP e Hub de Integração

As principais diferenças entre ERP e Hub de Integração estão nos objetivos de cada plataforma: enquanto o Hub de Integração oferece diversas soluções para auxiliar as vendas e a parte mais estratégica (gestão de anúncios em marketplaces, cadastro de produtos, entre muitas outras funções), um ERP é focado nas questões mais administrativas e nos processos internos da organização (como Notas Fiscais e contas a pagar).

Por que você precisa de um ERP e Hub de Integração?

Um hub não necessariamente substitui um ERP e vice-versa, mas ambos são essenciais para oferecer mais organização, praticidade, eficácia e produtividade de quem trabalha com vendas em marketplaces e e-commerce. 

Com ERP e Hub de Integração, os sellers ganham mais tempo para desempenharem outras funções, possuem os canais de vendas integrados com todas as áreas administrativas da empresa, podem gerenciar estoque e pedidos de maneira facilitada, reduzem as falhas na operação e melhoram toda parte estratégica da organização.

Para que seja possível utilizar todas as plataformas de integração, muitas empresas como o Ideris (integrador de marketplace) e Bling (ERP) utilizam uma API (Interface de Programação de Aplicações).

O que é API?

A função das APIs é fazer com que os sistemas (marketplaces, hubs e ERPs) conversem entre si.

Através das APIs é possível:

  • A integração de sistemas diferentes;
  • A sua interface permite que apenas parte das informações fiquem acessíveis para que uma integração aconteça, ou seja, o seu e-commerce está seguro;
  • Cada API é personalizada de acordo com as regras dos marketplaces, garantindo um processo mais eficaz de automatização;
  • É possível acompanhar a origem de todos os acessos feitos a API;
  • A API pode ser, ainda, monetizada – algumas plataformas e sites cobram para liberar o acesso às suas APIs.